((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O FALSO ABANDONO

O FALSO ABANDONO



"Pai, em tuas mãos entrego meu espírito."

Em todos os sentidos, este é o verdadeiro significado do Abandono à Luz. Foram centenas de intervenções explicando detalhadamente a Verdade do que é o Abandono.

Como pode alguém divulgar o Abandono se não o vive?
Como pode alguém escrever e explicar sobre o Abandono se não se abandonou?
Como pode alguém traduzir sobre o Abandono se não o vive e impõe condições para trabalhar? CoMo podE alguém comentar sobre o Abandono, se este, acoberta, é cúmplice e contribui para o falso abandono? Como pode alguém querer o Abandono se não tem forças para se Abandonar?

Abandonar-se à teoria do Abandono à Luz
não é se Abandonar à Luz.

Qual sentido teria, se nós aqui que tanto falamos, publicamos, desenvolvemos e explicamos sobre o Abandono, um dia disséssemos a todos: "O MM vai fechar, pois se vocês não nos ajudarem financeiramente, não poderemos manter este trabalho."?

E todos, com toda razão, poderiam dizer: "O Abandono consiste em se abandonar à vontade do Pai, portanto, nada lhe faltará se houver verdade em seu Abandono."

Pois é assim que nós falamos nos sete cantos do MM. É assim que nos abandonamos e comprovamos, sem pedir e precisar, pois, a Providência a tudo nos providencia. Nem mais, nem menos, o justo.

Se acreditamos no que vivemos e no trabalho que semeamos e compartilhamos, é pelo exemplo que devemos coibir qualquer possibilidade de questionamento sobre o Único e Verdadeiro Abandono à Luz. Afinal de contas, as Sementes vieram para ser "O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA". E não é possível qualquer teoria nisto, só se é comprovado pelo exemplo vivido.

E em Alegria nós rendemos graças à Rosa e Zulma, seus Abandonos são exemplos que nos preenchem e alegram para este difícil trabalho.

Em Abandono e Alegria,

Anthonio & Thaís

M.M - http://minhamestria.blogspot.com/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails