((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

sábado, 16 de abril de 2011

ANAEL – 11-04-2011- AUTRES DIMENSIONS

Anael - 11-04-2011


Mensagem publicada em 12 de abril, pelo site AUTRES DIMENSIONS.

Eu sou Anael, Arcanjo.
Bem amados Filhos da Luz e bem amadas Sementes Estelares, o quadro de minha intervenção desse dia inscreve-se como Voz e Palavra do Conclave Arcangélico.

Venho falar, e Vibrar, duas palavras essenciais que tomam e que tomarão um relevo cada vez mais especial em seu ser Interior e nos tempos que se vivem no exterior ao nível da Terra: Fazer e Ser.

Os tempos chegaram de viver o Instante, o Instante do Presente, que os põem e os colocam em sua Eternidade.

O Instante que os faz viver a Verdade do Coração e a Verdade de sua Unidade.

Vocês deverão, se tal é sua convicção e se tal é sua Vibração, passar, progressivamente ou subitamente, do Fazer para o Ser.

Fazer decorre sempre de uma ação empreendida de uma vontade, de uma reação efetuada para estabelecer, no exterior de vocês ou em vocês, um resultado.
«Ser» está além de tudo isso.
«Ser» é penetrar o Instante de sua Eternidade, é sair do Efêmero, sair do desenrolar do tempo e de sua perpétua ilusão, de sua perpétua ação e reação.

O tempo do Apelo chegou, Apelo da Luz que os chama para viver o Coração e para viver sua Existência.

Os tempos que se instalam são tempos fora do tempo onde, a cada instante, vocês poderão, devido à Graça da Fonte e da Unidade presentes em vocês, instalar-se em sua Unidade.
Instalar-se num estado de Paz importante.
Instalar-se no espaço da Paz apenas pode se fazer se há parada do Fazer.

O Fazer é ação.
O Ser não é inação, mas, ao contrário, estado perfeito da ação exata, consistindo em viver o Presente, a Eternidade do Instante, tirando-os da ilusão do tempo e colocando-os na Verdade.

A hora chegou de verificar, por si mesmos, que vocês são «o Caminho, a Verdade e a Vida».
A hora chegou de verificar, por si mesmos, sua Dimensão de Eternidade, de Sementes Estelares e de Ser, para além das aparências desta vida e do que vocês efetuam nesse mundo.

Esse Despertar, porque é um, não os conduz a outra coisa senão viver o Instante.
E, viver o Instante, para além do Abandono, é um Instante de Doação e de Sacrifício que os conduz ao Sagrado e à Sagração do que vocês são.
O Sagrado e a Sagração nada mais sendo do que a Revelação de sua Eternidade nesse veículo efêmero, permitindo-lhes então tomar seu vôo.

Seu vôo, não deixando um mundo, mas penetrando um Mundo Novo.
Esse Mundo Novo viver-se-á segundo o que vocês são, e não segundo o que vocês fazem.

Então, o Apelo da Luz irá crescendo.
Esse Apelo é um Apelo para abandonar tudo o que não é o Ser, tudo o que decorre de um escoamento ilusório do tempo, fazendo-os crer que vocês vão para um futuro, vindo de um passado, enquanto que vocês não vão a lugar algum, agora e doravante, a não ser para o que vocês são: sua Eternidade.

É claro, isso se acompanha de um estado Interior de Luz, de Paz e de Serenidade.

O momento anterior à instalação nesse estado pode, para alguns de vocês, fazer manifestar sinais de um medo.
Mas esse medo não lhes pertence, ele pertence ao Efêmero, que recusa ver sua efemeridade.
Vocês são além disso, porque vocês são a Eternidade.
Essa Eternidade, que se traduz por essa Presença em vocês, por essa Vibração, pelo que os conduz a manifestar, mesmo nesse mundo, a Verdade do que vocês são para além da aparência.

Alguns de vocês serão chamados, nos dias que vêm, para penetrar, cada vez mais, nesse Ser e para afastar-se do Fazer.
Outros continuarão a Fazer e outros não cessarão jamais o Fazer e não poderão jamais Ser, em todo caso no Espaço desse mundo, no que há a viver.

Seja como for, nada mais há a executar além da Vontade da Luz e da Inteligência da Luz em sua Vida.

Qualquer que seja a etapa e qualquer que seja a idade, quaisquer que sejam as ocupações ou as não ocupações, vocês entram no Instante do Ser e vocês saem do espaço da agitação do Fazer.
Isso demanda uma tensão.

Essa tensão de Abandono para a Luz é uma tensão que deve habitá-los, vocês, Sementes de Estrelas, doravante, permitindo-lhes ir cada vez mais facilmente para esse estado específico, onde algo morre e algo outro nasce.

Vocês vivem isso, no mesmo tempo, no mesmo espaço, porque não pode haver solução se há interrupção.
Há, portanto, uma solução de continuidade, fazendo-os passar de um estado de Fazer para um estado de Ser.

A passagem de um ao outro se traduz por sinais precisos, vividos mesmo em sua consciência e nesse veículo efêmero, traduzindo um mecanismo que eu chamaria, com os Profetas: a Ressurreição.
Porque é bem disso que se trata, viver sua própria Ressurreição, e isso é agora.

Essa Ressurreição é um momento de alegria porque, qualquer que seja a liberação da Terra, vocês vivem e vocês viverão, aqueles de vocês que a aceitam, essa Ressurreição, mesmo nesse mundo, mesmo na ilusão do tempo que continua a escoar-se pelo momento.

Então sim, o instante que se instala em seu Coração, se vocês o vivem e o aceitam, será um Instante de Grande Alegria, realizando em vocês o que nós anunciamos, a Fusão dos Éteres, permitindo ao Éter efêmero da Terra juntar-se ao Éter Eterno de seu Corpo de Existência.

Essa junção fazendo-se aqui mesmo, nada há a deixar pelo momento, a não ser desvendar, revelar e desabrochar o que vocês são.

Mas é a vocês, como sempre, que cabe dizer «Sim».
É a vocês que cabe ousar, ousar parar, parar o Fazer, para penetrar o espaço do Ser, o espaço da leveza onde vocês viverão então a Paz, a Serenidade e o estabelecimento da Alegria em vocês, quaisquer que sejam as circunstâncias desse corpo, quaisquer que sejam os Fazeres que vocês efetuem ainda, porque estes tomarão uma importância extremamente relativa em relação à intensidade e à manifestação de sua Existência, mesmo nesse mundo.

Recordem-se de que, quando seu ponto de vista se coloca na Vibração do Coração e do Instante, tudo o que se desenrola sobre o tapete do Tempo e a linearidade do tempo aparecer-lhes-á cada vez mais claramente e com cada vez mais Lucidez, como um cinema, como uma imagem projetada que não tem outra realidade além da atenção das consciências que ali se colocam ainda, não tendo outra realidade além do medo engendrado por essas transformações e esse Nascimento.

Como sempre, cabe-lhes escolher e decidir se querem recolocar-se no Fazer ou continuar a viver o Ser, porque, progressivamente e à medida que o Ser se instalar, a Vibração do Amor, a Conexão ao Cristo tornar-se-á cada vez mais evidente, tangível, palpável.
Isso é agora.

Não haverá espaço recolocado, não haverá tempo recolocado, porque tudo isso se inscreve na Eterna Presença, revelando-se mesmo na Ilusão do tempo que se escoa.
Isso é válido a título individual, mas, sobretudo a título coletivo.
E toda a diferença situa-se nesse nível.
Porque o período atual de liberação da Terra vê desenrolar-se, sob a Ilusão do tempo, certo número de processos que o olhar dissociado chama catástrofes.
Essas catástrofes são apenas o rasgar dos Véus da Ilusão levando, coletivamente, a humanidade à sua evolução e à sua Existência.

Alguns de vocês compreenderam que nada há a evoluir, propriamente falando, porque essa evolução é apenas função de sua capacidade para estabelecer-se no Ser e para manifestar esse estado.
A solução, a única, está nesse nível.

Todo o resto é apenas uma ilusão que os arrasta para participar da ilusão do Tempo, para entrar na resistência e para não apreender o alcance do Instante, para não apreender o sentido do que se vive e do que se instala.

Cristo dizia, à época: «aqueles que quiserem salvar a própria vida, a perderão. Aqueles que aceitarem perdê-la, ressuscitarão».
É exatamente para isso que vocês são conduzidos, não por sua vontade pessoal, é claro, por um trabalho comum do conjunto de Sementes Estelares, mas, sobretudo porque o momento da Luz, o momento de seu Desvendamento chegou para o conjunto da Terra e desse sistema Solar.

Vocês redescobrirão o que é a Eternidade fora do tempo.
Vocês redescobrirão o que é o Instante Presente e a Graça e a Bênção do Instante, nada mais tendo a ver com o desenrolar e as satisfações da vida comum.

É a vocês que cabe, como sempre, decidir onde vocês querem colocar seus passos, onde vocês querem colocar sua consciência, o que vocês querem se tornar.

Em função disso estabelecer-se-ão em vocês estados de Serenidade até o presente inexplorados e não vividos.

Viver o Ser os conduzirá então a sair e excluir-se cada vez mais do Fazer e do Parecer, excluí-los-á da lei de ação/reação e permitir-lhes-á penetrar diretamente, ao seu modo, na Ação de Graça, onde tudo é apenas Bênção, onde tudo é apenas Canto, onde tudo é apenas Unidade.

Isso será possível no espaço de Tempo que se desenrola, compreendendo ainda seu corpo e sua consciência.
Vocês passarão da fragmentação à Unidade, da dissociação à associação, da separação à Fusão.

Realiza-se em vocês, a partir de agora e nos tempos que se instalam ainda na ampulheta do tempo que se escoa, a capacidade para não mais ser essa ampulheta, mas para tornar-se o Tudo.

Tornar-se o Tudo e o Um não é uma vã palavra, nem uma expressão, mas uma realidade da Consciência que vocês são chamados a manifestar doravante.

E instalando-se no Instante do Tempo Presente, vocês escaparão aos condicionamentos, aos medos, às projeções.
Vocês se tornarão um farol que brilha na noite, porque vocês terão acolhido o Cristo que nascerá em vocês.
Vocês se tornarão então essa Dimensão de Eternidade.
Vocês se tornarão essa Semente Estelares que tem todo seu lugar como porta-estandarte da Luz e Criação da Luz.
Porque é o que vocês são, Seres de Pura Luz e, sendo Criação de Luz, vocês reencontram o que vocês jamais deixaram de ser e que, no entanto, havia sido vendado pelo escoamento desse tempo.
Esse tempo termina.
O Tempo do limitado terminou.
O Tempo do Ilimitado aparece, e, ele, jamais terminará e continuará indefinido em sua Consciência.
Isso é agora.

É-lhes solicitado participarem de suas Núpcias, essas Núpcias Galácticas que traduzem a irrupção da Luz, inteiramente, em seu Mundo, e não mais por toques sucessivos, como foi o caso desde numerosos anos.
O que se revela no exterior revela-se, é claro, no Interior de vocês: as últimas sombras evacuam-se, os últimos medos revelam-se à sua consciência.

Penetrem então os espaços da Graça, essa é sua herança, esse é seu Destino e é, sobretudo o que vocês são, em Verdade.

Não há mais lugar, no que se revela, para qualquer ilusão.
O medo é ilusão, esse corpo é ilusão. Ele é, no entanto, o Templo onde se manifesta a Eternidade, no qual se realiza e se constrói o toque final de seu estado.
Esse estado que os remete inexoravelmente ao Cristo, não à história tal como lhes foi apresentada, mas um estado Interior e real, onde queima, em vocês, o Fogo do Espírito, o Fogo da Verdade e o Fogo da Unidade.

Esse Fogo devorador que nada destrói, mas que forja, na Unidade, sua Consciência, para viver o que ela é.
Então, aquiesçam.

Cantem, como lhes disse o Arcanjo Uriel, os Cantos de Louvor, não para pedir, mas para manifestar o que vocês são, a fim de mostrar ao mundo o que vocês despertaram, o tesouro que se revela a vocês, e em vocês, àqueles de seus Irmãos e suas Irmãs que vivem ainda essa fragmentação, que vivem no medo do amanhã, na ação-reação da dificuldade de sua vida ilusória, projetada na tela desse mundo.
Então, seu lugar é ao lado deles.
Não para dizer, não para Fazer, mas para mostrar seu estado, o estado de Ser da Luz, daquele que aquiesce à Luz e que revela, inteiramente, sua dimensão de Cristo, na Humildade, na Simplicidade e, sobretudo na Verdade de seu Ser no qual pode aparecer a Graça e o Amor, assim como a humanidade.

Toda a humanidade do Homem revela-se nessa ocasião, fazendo-os sair daquilo a que vocês foram constrangidos, daquilo a que vocês foram submetidos e fechados.

A Liberdade não será mais uma vã palavra: vocês serão livres na superfície desse mundo, vocês acompanharão seu Nascimento.
Isso se produz agora.

No olho de sua Consciência certo número de mecanismos vai instaurar-se, permitindo-lhes estabelecer-se cada vez mais facilmente na Alegria de sua própria Unidade, de seu Despertar e de seu Acordar.
Vocês são isso, de maneira irremediável.
Vocês são isso, porque os tempos chegaram de viver o Instante Presente.
Porque os tempos chegaram de voltar-se para o que há de mais luminoso, no próprio Interior desse corpo, seu Coração, que é a Porta e é o Templo onde se apresenta o Cristo, vindo bater à porta de sua Eternidade e pedindo-lhes então para revelar o que ele É, porque é o que vocês são.

O Instante da Graça que vocês percorrem manifesta-se efetivamente para muitos de vocês por modificações de percepção de sua própria consciência concernente a esse mundo.
Aí também, o que vocês querem fazer?
Resistir ou Ser?
Continuar a Fazer, apesar do Apelo do Ser ou então Ser e aceitar não mais Fazer?

De sua capacidade para entrar no Ser traduzir-se-á a facilidade de sua vida, a Graça de sua vida, no que se estabelece agora sobre a Terra, de maneira global.

Vocês são os Portadores de Luz.
Através do que lhes foi pedido por UM AMIGO, vocês poderão concretizar isso.
A concretização correspondendo a esse último Fazer que lhes foi pedido no Yoga Integrativo, Yoga Final que lhes permite viver e instalar o que deve sê-lo.

Vocês efetivamente entraram nos últimos tempos, os tempos desse tempo e os primeiros tempos de sua Ressurreição, de sua Ascensão e de sua elevação na Unidade.
Então sim, o conjunto daqueles que estão Despertos deve render Graça, porque rendendo Graça vocês multiplicam as Estrelas que vocês são.
Vocês permitem à humanidade germinar, na globalidade, em sua evolução.
Cada caminho é diferente, cada destino é diferente, mas é preciso, por isso, aceitar ir para essa evolução e esse caminho.
É exatamente o que está se produzindo sobre a Terra.

Então, haverá sempre seres para apontar o dedo, com um olhar dissociado, fragmentado, aquele, como diz o Venerável, da Lagarta que recusa ver a Borboleta que está nascendo e que se decide a manter uma Lagarta que está desaparecendo.

A ilusão do mundo desaparece, restará apenas a beleza do mundo em sua nova Dimensão.
É esta que aparece em seus Céus, à noite; é esta que aparece em seus quartos, ao seu olhar maravilhado e que se manifesta por esse Calor e essas Vibrações, pelo conjunto dessas agulhadas que percorrem seus corpos, suas estruturas e suas Túnicas de Luz e que vão restituí-los à sua Graça.

Então, tornem-se essa Vibração, tornem-se essa Consciência que Vibra e que palpita no Interior de seu peito e que se sobrepõe no conjunto desse corpo.
A densidade termina.
O peso não fará mais parte do Novo.

Vocês são chamados, para isso, a passar no Instante de seu Presente e, naquele momento, seu Nascimento, Ressurreição, Renascimento produzir-se-á de modo o mais natural que seja, porque, como pode ser de outro modo, assim que a consciência humana reconheceu a Consciência que ela é?

É claro, existirão sempre, na superfície desse mundo, eventos e seres querendo atraí-los no Fazer e numa reação.
É claro, é muito tentador, participando ainda dessa ilusão, querer reagir ao que quer que seja.
Mas saibam que a melhor das reações é aquela que consiste em Ser.
Porque no Ser vocês saberão o que fazer para Ser ainda mais, vocês saberão o que fazer para manifestar seu estado de Ser.

Vocês não estarão mais submissos aos condicionamentos de suas emoções, vocês não estarão mais submissos aos condicionamentos de sua educação ou de seu próprio mental, mas vocês terão se tornado seu próprio Coração, sua própria Luz e sua própria Eternidade.

Sendo assim, vocês trabalharão o melhor possível na Graça da Unidade.
Vocês não estarão mais no Fazer, mas na aceitação.

Tudo o que se fizer naquele momento não será mais feito por sua vontade, mas por sua Unidade, o que é profundamente diferente como resultado.
É isso que há a viver, é isso que há a manifestar, é isso que lhes é prometido e anunciado.

Então, sim, quanto mais vocês forem para seu Ser e quanto mais vocês forem para essa aquiescência à Luz, mais vocês integrarão a Luz e mais isso se tornará simples, mais isso se tornará evidente, mais isso se tornará fácil, porque vocês mesmos se tornarão cada vez mais simples, cada vez mais fáceis e cada vez mais humildes.

Vocês crescerão então na Luz e tornar-se-ão cada vez menores nesse mundo, o que não quer dizer desaparecer, mas recolocar, sob o olho da Consciência, a importância das coisas, em função de sua relativa Luz.

De um lado, a Luz absoluta de sua Existência, do outro lado, uma personalidade estreita, vivendo no medo, na angústia e na falta.

Então, quem são vocês?
O que vocês desejam tornar-se?
O que vocês desejam manifestar mesmo nesse mundo, antes mesmo de iniciar o processo final da Ascensão e da Ressurreição que está em curso?

Cabe a vocês nascer e renascer na alegria, na Paz, na Verdade.
Deixem-se levar pela Onda da Luz, deixem-se levar pela Alegria da Luz, porque vocês são isso.

Vocês não são o peso, vocês não são a densidade, vocês não são esse corpo, mas vocês são o Templo no qual isso se manifesta.

Então, diga «Sim» à Luz, diga «Sim» à Graça, diga «Sim» ao que você é, e você penetrará diretamente nas Dimensões do Ser.

Nada mais poderá pará-los, nada mais poderá parar a Revelação da Luz e a instalação de seu estado de Unidade em Cristo.
Isso é agora.
Isso pode ser vivido nos dias que vêm como nas semanas que vêm.

Recordem-se de que isso depende apenas de vocês, e exclusivamente de vocês, de sua capacidade para não entrar na resistência, de sua capacidade para abandonar-se à Luz que está aí e que bate à sua porta.

Vocês penetrarão cada vez mais facilmente nesse espaço Interior, na Sagração e no Sagrado de sua Ressurreição.

As percepções Vibratórias percorrendo vocês, quaisquer que sejam os lugares, traduzem a instalação da Luz, traduzem o que vocês estão realizando, o que vocês estão sendo, tornando-se, a fim de voltarem à Vida.

Vocês são o Caminho, a Verdade e a Vida.
Essa é a estrita Verdade, essa é a estrita Unidade.

Vocês redescobrirão então a majestade da Luz, aquela que permite à sua Vida e à sua consciência desenrolar-se nesta Alegria de que falamos, desenrolar-se nessa aceitação que não é uma renúncia, bem ao contrário, mas mais uma aceitação da Glória, uma aceitação de sua Beleza.
Porque é o que vocês são, a Beleza e a Glória.
É para isso que vocês estão prometidos, reconheçam.
Há apenas isso, Ser, para além do Fazer.

Então sim, penetrem em seus espaços Interiores, quaisquer que sejam os nomes que vocês deem, seja meditação, oração, alinhamento, interiorização, mas vão para seu Templo, vão para sua Essência e instalem-se no Instante do Tempo Presente.

Vocês manifestarão então, inteiramente, sua Graça, porque vocês participam da Graça.
Qualquer que seja seu estado, qualquer que seja seu humor, esse estado e esse humor apagar-se-ão diante do estado de Graça e do humor da Alegria, que não é mais um humor, mas um estado profundo de Verdade.
Isso se desenrola agora e é a isso que vocês assistirão.

Vocês são, portanto, convidados para suas próprias Núpcias Galácticas, vocês são, portanto, convidados para suas próprias Núpcias do retorno à Unidade, à sua própria Fusão, à sua própria Eternidade.
Isso é agora.

Todos, qualquer que seja sua etapa, perceberão a Verdade, mesmo se o medo possa ainda manifestar-se diante de um desconhecido que não o é mais, porque o desconhecido torna-se conhecido mesmo nesse mundo, o desconhecido que se manifesta sob seus olhos, através de um número de eventos que serão cada vez mais importantes e cada vez mais evidentes.

Algo morre e algo de outro nasce.

Vocês irão do lado da morte ou do lado do Nascimento?
Vocês vão acompanhar a morte ou vocês vão festejar o Nascimento?
Cabe a vocês saber, como sempre.
Cabe a vocês colocar os atos, cabe a vocês colocar os fundamentos Interiores de seus próprios estados de Ser.

Ou vocês sempre irão para o Fazer, sempre mais Fazer, para escapar ao que vocês são?
É a única questão que convém colocar-se.
A única que vale o tiro ainda.

O que vocês querem Ser?
Qual é sua finalidade?
Qual é sua evolução?
Vocês não podem pretender tornar-se de Luz e manter ainda a Ilusão.
Vocês não podem pretender tornar-se a Alegria e manifestar o medo.
Vocês não podem pretender viver a Graça e viver a restrição.

A hora chegou da adequação entre o que vocês são e o que vocês acreditavam anteriormente ser.
É um Instante Único que se vive a cada minuto agora de sua Vida, porque a cada minuto de sua Vida sua Consciência os chama para esse estado de Ser.

Esse apelo pode ser atroador ou, ao contrário, muito leve.
Mas, de qualquer modo, é o mesmo apelo.

Esse apelo, vivido como atroador ou leve é apenas o reflexo de sua resistência ou não, ao acolhimento desse estado.

Vocês estão todos convidados a essas Núpcias.

Não existe qualquer restrição, a não ser as resistências interiores.

Não existe sobre esta Terra quem possa se opor, e nesta Dimensão, à sua Ressurreição.

Nada há a buscar no exterior.
Nada há a encontrar no exterior.
Nada há a buscar no mental, nada há a encontrar no mental porque, doravante, tudo está aí, no Instante Sagrado de seu Coração, tudo está aí, no Instante Sagrado de sua Presença a si mesmos, no Fogo do Espírito, no Fogo do Coração.
Cabe a vocês vivê-lo, instalá-lo, manifestá-lo.

Nós os acompanharemos até a última extremidade, até nossos Reencontros finais.

Nós sempre estivemos aí, permanentemente.
Apenas a ilusão desse Tempo pôde fazer crer na ilusão de nossa ausência.
Isso, agora, não tem mais importância, porque vocês saem desse Tempo da Ilusão.
Vocês penetram no Sagrado do Presente, no Sagrado de sua Eternidade.
Nada há mais do que deve ser, nesse nível.
Nada há mais do que deve se revelar nessa Revelação, e isso depende apenas de vocês.

Nenhuma circunstância do mundo pode manchar ou alterar o que vocês são.
Nenhuma pessoa pode manchar ou alterar o que vocês são.
Nenhuma autoridade exterior a vocês mesmos pode dizer o que vocês são, porque o que vocês são é um Conhecimento íntimo.

Esse Conhecimento íntimo não se importa com seu cérebro, não se importa com suas interrogações, porque ele é a resposta a todas as interrogações, ele é a Luz que vem desprender o que bloqueava.
Ele vem desvendar a Magnificência de seu Ser, para além das aparências, de seu mental, de seu corpo, de suas emoções.

Então sim, cabe a vocês voltar-se para si mesmos, penetrar no Coração do Sagrado.
Esse Sagrado que não está em lugar algum, em outro lugar do que em vocês mesmos.
Não há Sagrado no exterior, porque o exterior não existe.

Vocês vão tomar consciência da real ilusão do que vocês empreenderam, constrangeram e forçaram, fechados num mundo de quimeras.

Desvendar o que vocês são é, para além das aparências desse mundo, desvendar o que vocês são, é encontrar e realizar Cristo em si.

É claro, essa ressonância Interior traduzir-se-á pelo aparecimento de algo de exterior, mas que será apenas um reflexo da Verdade Interior que vocês têm a viver.

Aceitando viver o Instante, aceitando não deixar renascer as menores emoções, as menores atividades de seu mental, aceitando não mais manifestar o Parecer, qualquer que seja, através de suas relações, através de suas atividades, então vocês penetrarão o espaço Sagrado, inteiramente.

Nesse espaço Sagrado há o Tudo.
Porque, quando foi dito que o Tudo era Um e que Um era Tudo, isso foi e isso é a Verdade que há a conscientizar.

Nada do que é exterior existe, a não ser para mostrar-lhes que não é isso, a não ser para mostrar-lhes que a própria ilusão desse mundo que toca ao seu fim não é uma morte, mas, bem ao contrário, a entrada diretamente na verdadeira Vida.

Obviamente, nenhuma de minhas palavras os fará aderir a isso, a Vibração talvez.
Mas, sobretudo, a partir do instante em que vocês mesmos aquiescerem a isso, a partir do instante em que vocês mesmos voltarem a ganhar o estado de seu Ser e não mais o estado do Parecer ou do Fazer, então, naquele momento, a vida desenvolver-se-á, em sua totalidade, em sua Consciência e em sua Unidade.

Vocês descobrirão então que a Alegria de que nós falamos não era uma ilusão, mas, efetivamente, a estrita Verdade do que vocês são, que realizar essa Consciência Unitária, realizar que vocês são muito mais do que esse corpo, tornar-se-á a Verdade de sua vivência.

Vocês escaparão então à atração desse mundo que, de qualquer modo, não poderá mais manter sua coesão.
É o que vocês observam, de maneira exterior, nesse mundo que, como nós o dissemos desde várias semanas, reforça-se agora.

Então, nós estamos prontos a acolhê-los, como vocês estão prontos para acolherem-se.
Isso é agora.

O que eu lhes dou não é a esperança.
O que eu lhes dou é a Verdade da Vibração do Cristo.
O que eu lhes dou é o que vocês são, em Verdade.

Nada há de exterior em minhas palavras, porque eu estou em vocês.
Nada há de impossível em minhas palavras, porque tudo está já conscientizado e realizado.

Cabe apenas a vocês voltar a ganhar o espaço dessa concretização.
Cabe apenas a vocês manifestar o espaço, fora desse Tempo e fora desse mundo, onde existe essa Verdade inscrita de toda Eternidade.

Aí estão as algumas palavras que eu tinha a dizer.
Se existe, com relação a isso, interrogações nascendo em vocês, então, juntos, vamos tentar percorrê-las, a fim de que essas interrogações tornem-se, elas também, indicadores de sua Alegria.

Não temos perguntas, agradecemos.

Bem amados Filhos da Luz e bem amadas Sementes Estelares, toda a Graça e o Canto do Um, presente em vocês e em nós, reúnem-se nesse instante.

Então, dignem-se a acolher a Bênção do Conclave.

Eu lhes digo até breve.

___________________
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo, se deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Postado por Thaís
http://minhamestria.blogspot.com
http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails