((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

O.M. AÏVANHOV - PARTE 2 - 01-12-2012 - REPOSTEGEM

***

***

Pergunta: Numa Dimensão além da 3ª Dimensão dissociada, estamos na a-consciência, ou estamos ainda numa consciência experimentando alguma coisa?
Mas há sempre uma consciência. Simplesmente, o que você está tentando representar, com a sua Conciência, é impossível de representar.

A questão não se põe desta maneira, quer dizer que quando vocês estão numa forma que não é fixa (eu recordo-os que vocês estão numa forma fixa, que evolui entre o nascimento e a morte: um bebê (nós todos fomos bebês), adulto, idoso, e morto não é?), vocês são concernidos por isso? Acredita-se, enquanto não há uma abordagem. “Tu és pó, ao pó voltarás”.

Todos nós pensamos que é nosso dever, e da nossa consciência, melhorar a situação da Terra. E é normal, quando algo vai mal, quando vocês vivem a Luz (através do Despertar, através da Liberação, e através ainda das convicções profundas, esta famosa (como ela dizia, a Irmã HILDEGARDE?) Tensão para o Abandono (ndr: ver intervenção de HILDEGARDE DE BINGEN de 25 de outubro de 2010).

Independentemente disso, o que se passa, hoje, é profundamente diferente: quando vocês encontrarem o que vocês São, não há mais dúvidas, não há mais interrogações, não há mais oscilações, não há mais movimentos, não há mais mental, não há mais emoções. Mas obviamente, vocês encontram as emoções quando é preciso: se uma situação exige que estejam irritados, será preciso estar irritado. Mas vocês não São esta irritação que se desenrola.

Vocês intervêm numa cena de teatro, mas vocês não são tributários da cena de teatro: toda a diferença, está aí. Seja representar a cena do teatro, como vos disse BIDI, e estarem persuadidos de que vocês são o ator que está em cena: vocês estão identificados a um papel, a alguma coisa que, uma vez puxada a cortina, não existirá mais. É tão simples quanto isso (ndr: relativamente a este exemplo do teatro, ver em particular a intervenção de BIDI-1 de 13 de abril de 2012).

Agora, quando vocês vivem realmente o que vocês São, e que não são mais influenciados por uma ilusão qualquer, por uma egrégora qualquer, e por um qualquer Sistema de Controle do Mental Humano, vocês se Libertam do conhecido. E é aí que se encontra a Verdade. Mas Libertar-se do conhecido (percorrer o que não é mais um caminho mas uma Verdade) não depende de um Absoluto: o Absoluto é a base de toda manifestação, a FONTE é a porta (se podemos dizer) do Absoluto: é a primeira emanação. Portanto, enquanto primeira emanação. Enquanto primeira manifestação, é perfeitamente lógico nomeá-la A FONTE. Então, vocês podem chamar também O Pai, ou A Mãe, pouco importa, ou O Filho, isso não tem nenhuma importância: Não são mais que palavras. Mas há um Ponto focal, eu direi (qualquer que seja o nome que lhe dão), de onde tudo provém e onde tudo retorna.

Agora, quer vocês estejam fundidos n'A Fonte, quer vocês estejam fundidos no Sol, quer  vocês estejam numa tal forma ou noutra tal forma, numa tal Dimensão ou noutra tal Dimensão, vocês não estão mais fixos e atribuídos a uma forma (ou vocês vão seguir esta forma, depois do seu nascimento até a sua morte). Eu vos recordo que, nas outras Dimensões, o processo chamado nascimento e morte, além da 3ª Dimensão Unificada, não existe.

Mesmo se, obviamente, há histórias (não cômicas mas cósmicas), alianças, por exemplo, entre tal Vibração de tal lugar, e tal outro lugar. As alianças que são mais relacionadas a este mundo, resultam de diferentes locais. Vocês têm os Dracos (os Arcontes) da Ursa Maior. Vocês têm os professores de Vega. Vocês têm (eu ia dizer: os avôs) os Anciãos (se podemos dizer isso, mais que os Idosos) que vêm de Orion mas têm uma parte de Orion que está também em ressonância com a Ursa Maior (e portanto, com entidades que não são avôs, mas que são patifes malandros).

Vocês têm seres que são marcados por uma polaridade feminina, porque eles vêm de um mundo particular que está ligado a Sírius (qualquer que seja a Dimensão). Mas quando ultrapassarem este corpo, e saírem de todos os confinamentos, vocês São Livres. Quer vocês sejam tal forma ou tal outra forma, mas vocês o São ao mesmo tempo: vossa forma é diferente consoante a Dimensão.

Isso, não os pode representar, porque, quando nós estamos encarnados, aqui, nós somos tributários do reconhecimento de uma forma: não nos recordamos mais do bebê, mas recordamo-nos quando tínhamos 20 anos, e nos vemos depois, quando chegamos aos 80 anos, temos memórias de ter sido isto ou aquilo. Mas isso passa.

Portanto, quando saímos deste mundo, realmente, e que somos multidimensionais, isso não tem nenhuma diferença, estritamente nenhuma, de manifestar uma consciência e uma experimentação Livre, uma vez que nós temos todos esta Liberdade. É um pouco (se quiserem, guardadas todas as comparações) como o xamã (curandeiro) que vai penetrar o corpo de um animal totem: ele vive realmente o corpo do animal, ele não está mais dependente do seu corpo, formal, de xamã: ele venceu a Deslocalização da consciência. Esta Deslocalização, para os xamãs, corresponde à egrégora da Terra (não a egrégora alterada, astral, mas, todavia, uma egrégora quando mesmo astral, quer dizer fortemente colorida, em cores e emoções): são todas as experiências que estão acessíveis ao nível do 3º olho.

Não é negativo em si (a negatividade não é concebida pela personalidade), mas nós chamamos a vossa atenção sobre o fato que foi uma etapa. E que esta etapa é, justamente, o lugar onde assentam as forças de controle do confinamento. Portanto, é muito fácil, para eles, modificar, mas instantaneamente, o que chamarei a trama astral, e o Sistema de Controle do Mental Humano. O astral coletivo, desde as Núpcias Celestes, começou a dissolver-se.

O Sistema de Controle do Mental Humano quase acabou com o desaparecimento das Linhas de Predação. Mas vocês vivem, todos, ainda, talvez, Linhas de Predação que vos são pessoais (nas vossas relações, nas vossas afeições, no vosso trabalho, na vossa consciência, mesmo ilimitada). Mas quando vocês descobrem, quando vocês vivem, o que vocês São (ilimitados, multidimensionais), vocês não se colocam mais a questão de estar em tal lugar ou tal lugar. Porque a vossa Consciência é multilocal (é a melhor expressão que posso trazer): vocês não dependem de nenhuma Dimensão, de nenhuma forma, vocês não dependem do que quer que seja.

Agora, se vocês quiserem, enquanto Consciência, experimentar antes tal Dimensão que outra, porque isso vos dá prazer, como escolher tal prato no restaurante ou outro (tudo o que é um mau exemplo, a alimentação. Eu vou pegar o cinema, mas é a mesma coisa, é um mau exemplo, são imagens, assim IRMÃO K vai bater-me no que respeita à imagem e à visão, tal como certas Estrelas, portanto não vale a pena).

Vamos mudar de exemplo: imaginem que vocês têm a escolha de tomar tal caminho e tal caminho. Agora, se vocês têm também a escolha de considerar que não existe caminho, mas então, vocês podem viver isso igualmente... como dizer? Não é o mesmo tempo, o mesmo espaço: mas de maneira simultânea. É por isso que lhes dizemos sempre que estamos em vocês. Mas não somos entidades exteriores que estão desfeitas em vocês: nós somos vocês, totalmente, realmente, concretamente. Só a personalidade não o pode viver. E não é porque eu o digo, aqui, que vocês o vivem necessariamente. Mas é preciso ter já a oportunidade que a vossa Atenção (e portanto, vossa Consciência) esteja dirigida para isso.

É o mesmo princípio (se quiserem) que todos aqueles que escrevem hoje sobre este tempo. É exatamente o que fez ANAEL com Hic et Nunc (Aqui e Agora). Aqui e Agora não é uma finalidade: é um meio de viver o Ponto ER, e de viver o Centro, é tudo. Mas não é a finalidade. Da mesma forma, a finalidade da Consciência não existe: a Consciência é a Consciência, ela é a interface, ela é a manifestação, ela é a expressão.

Qualquer que seja o nível Dimensional, nós vos dissemos que vocês não São esta Consciência (qualquer que seja aqui ou algures). A Consciência é a manifestação. Mas a a-consciência não é desprovida de percepção: simplesmente, esta percepção é indiferente de toda forma, de toda história, de toda Dimensão, e eu direi mesmo de toda Fonte: é o momento em que vocês São, vocês próprios, A FONTE. Foi CRISTO quem disse: “Eu e o meu Pai somos Um. Eu sou o Alfa e o Ômega”. Portanto, quando vocês são o Alfa e o Ômega, por que querer colocar-se no Alfa primeiro que no Ômega? Vocês são tudo isso, ao mesmo tempo, no mesmo (ainda uma vez, não é o termo exato) espaço-tempo quer dizer de maneira simultânea, uma vez que não há desenrolar do tempo.

Obviamente, ainda uma vez, vocês tiveram (para muitos entre vocês, agora) a revelação de algumas das vossas Linhagens. Mas o objetivo, não é para vos dizer: “Vocês vêm de Sírius? Encantado. Eu moro na rua do paraíso, em tal lugar, em Paris”. O que é que isso vai mudar saber que vocês vêm de lá, em relação àquilo que vocês São? Em relação àquilo que manifestam: sim, claro, porque as circunstâncias de vida em tal rua, não são as mesmas que em tal outro país.

É a mesma coisa para a Consciência, que são aspectos da Consciência. Portanto, não se coloquem mais este gênero de questões. Nós os convidamos, mais uma vez, para levar a vossa Atenção, para Hic et Nunc. Porque As Linhagens, por exemplo, são agentes estabilizadores dos Elementos, não mais ao nível da Coroa da cabeça, mas diretamente no peito, e seguidamente em todo corpo, e seguidamente em toda a Consciência. É tudo.

Pergunta: aqueles que viverem A Libertação, podem ajudar os que lhes são próximos?
Recordem-se: esta noção de ajuda, ela é muito, como dizer, não é uma prova de que tu és dual, mas é uma prova de que vocês estão contaminados por esta noção de dualidade de ação / reação. Porque há um evento que surge, então (qualquer que seja o evento, não é específico da Ascensão, da Liberação: um evento imprevisto surge), ao nível do humano, certamente, ao nível da humanidade (mesmo do humanismo, do social, do espiritual), vocês têm esta noção de ajuda, de acompanhar, de servir, de amar.

E vocês chamam isso “amor”, aliás. O que é, do vosso ponto de vista, bastante preciso. Mas se vocês viveram o Amor Vibral, vocês sabem que o amor afetivo, o amor romântico, o amor ideal, e o Amor Vibral, isso nada tem a ver. Mas enquanto não o viverem, o Amor, para vocês, é isso que vocês vivem. Portanto, isso não é o Amor Vibral. Agora, da mesma forma, recordem-se que é a Luz que faz o trabalho. Quer dizer que, a um dado momento (e a isto se junta uma das perguntas anteriores), quando as diferentes etapas do Choque da Humanidade chegarem ao seu extremo, há aceitação. Vocês não podem ajudar outra pessoa.

Agora, recordem-se: é a vossa Transparência que ajuda a Terra, não somente vossa proximidade ou uma ligação afetiva.

A ação, quando vocês imergirem (que isso seja no Samadhi, que isso seja na vossa própria Dissolução, no Absoluto, quando o corpo não aparece mais, quando a Consciência não aparece mais e que vocês Estejam sempre aí), não é nem o sono, nem o Despertar, nem o Acordar: é outra coisa.

Vocês precisam do que quer que seja? A Luz, o retorno da Luz, é isso. Portanto, certamente que, quando chegar o momento, vocês terão outra coisa para fazer que ajudar um próximo, uma vez que vocês estarão (eu vos recordo) todos em estase, quer dizer na incapacidade de controlar o que quer que seja desse corpo (um pouco, se quiserem como o que eu expressei, ou o que expressou também, ela própria, ainda hoje, MA ANANDA MOYI concernindo suas experiências de vida) (ndr: intervenção de MA ANANDA MOYI de 1º de dezembro de 2012).

E observem: nós chamamos cada vez mais vossa Atenção: tudo está no vosso interior. Até o presente, nós fizemos paralelismos com o exterior, com o que vocês viviam, com o que viviam outras pessoas, que outros Irmãos e Irmãs não viviam. Hoje nós vos dizemos: parem tudo isso, fiquem “Tranquilos”, como o dizem sem parar, outros Anciãos. Escutem, mas não o procurem. Acolham mas não se projetem, nem no futuro, nem num cenário. Vivam este Instante Presente. Mas não unicamente para se comprazerem no Instante Presente, e para se observarem no Instante Presente, porque o Instante Presente (Hic et Nunc), é uma das melhores formas, hoje, de desaparecer.

E quando vocês desaparecerem, por vós, o mundo não existe mais, da mesma forma que a vossa pessoa não existe mais: aí, vocês têm, não uma convicção, não a fé, mas vocês viveram a Infinita Presença, ou então o Absoluto. Nesse momento, vocês sabem que encontraram a Eternidade. Certamente que o coração (no sentido humano) vai querer fazê-los mostrar, demonstrar (mesmo sem nenhum poder, mesmo sem nenhuma ascendência) o que vocês São.

É lógico, porque vocês querem que os Irmãos e Irmãs vivam como vocês, vivam esta Liberação, esta Alegria Fantástica. Mas vocês não podem levá-los lá. Vocês podem, no limite, abrir-lhes o 3º olho, mas vocês os mantêm na ilusão. Vocês podem esbanjar-lhes boas parábolas, mas estas boas parábolas não são a Transformação.

Este basculamento está iminente, eu vos recordo: iminente em termos Terrestres (eu o redigo, porque depois, vocês vão dizer que a iminência, pode durar anos). Não há iminência, quando vocês São Absoluto, quando estão na Infinita Presença, isso pode durar milhares de anos em termos Terrestres: vocês não são mais concernidos pela ilusão. Eu tentei dizer de outra forma tudo o que disse BIDI, em relação ao ponto de vista, a mudança de olhar, e a Refutação. Mas, agora, como ele próprio lhes disse, já não é mais tempo de refutar: é tempo de Viver isso, porque está aí.
 
Não se dispersem. Fiquem Tranquilos, é também isso. Não vão ler livros sobre a Kabala, não vão realizar rituais com velas, ou o que quer que seja. Fiquem no Centro. Encontrem-se a si mesmos: tudo É, muito mais fácil que antes, e cada dia, é cada vez mais fácil. Mas se vocês passam vosso tempo a desperdiçar o tempo que resta, ao nível humano, a projetarem-se à esquerda e à direita, como é que querem ter tempo de encontrar, realmente, vosso Íntimo, quer dizer vossa Eternidade? Que não depende, de forma alguma, de nada. Exceto, efetivamente, a facilitação, pela Descida do Espírito Santo e pela Subida da Onda da Vida, e pelo Canal Mariano, pelas nossas Comunhões, obviamente. Isso é o mais importante.

É por isso (como eu dizia, e como foi dito) que MARIA podia falar-lhes: ela foi capaz de aproximar seres. Vocês não tinham necessidade, nem do Canal Mariano, nem de Autres Dimensions, para alguns dentre vós, para ter contatos com Maria, nem mesmo palavras, nem mesmo debates (ou de outras Estrelas, pouco importa). Mas se só houvesse isso, de que serviria? De nada, porque Maria pode falar-lhes desde milhares de anos: vocês têm uma voz que vos vai falar, mas isso é suficiente para vos Transformar? Não, isso pode incitá-los (o que chamamos, numa época, dando-lhes um Impulso) mas a finalidade não é essa. 

A finalidade, é, efetivamente, a Liberação. E alguns dentre vós viveram a Liberação, por antecipação um milionésimo de segundo. Não para testemunhar o que vocês vivem (vocês não terão as palavras, é muito difícil) mas, simplesmente, a vossa Presença tem uma ação de irradiação, pela Transparência, sobre o mundo.

Então, obviamente, se vocês estão (como numa pergunta anterior) confrontados com a violência, a Luz incomoda. E aquele que está ferozmente oposto à Luz, quer dizer que está inscrito na personalidade, inscrito entre o nascimento e a morte, dizemos que o resto não lhe concerne absolutamente nada (sem necessariamente que seja alguém que está no ego, que está no poder, mas simplesmente a expressão de uma personalidade): ele vai mandá-los passear.

A partir daí vocês podem suportar fenômenos difíceis. Porque, vocês, vocês estão na aceitação, e outros ainda não viveram a negação. Outros estão na negociação ou na cólera, enquanto que, vocês, vocês estão na aceitação: vocês não podem ouvi-los. Vocês não podem trocar, nem pelas emoções, nem pelas palavras. Só há a possibilidade da Comunhão, e vocês notam, à vossa volta, que independentemente dos Duplos, as Comunhões de Irmãos e Irmãs, se produzem, agora, espontaneamente: vocês nada procuram, nada rebuscam, vocês nada pedem, e isso cai-vos em cima.

O que vocês fariam, nesse caso? Seja ir para a Luz, seja resistir. É tão simples quanto isso, e é para todos, igual. Portanto, se vocês se contentam de não serem mais nada, para Serem Tudo, quer dizer a Luz, vocês não se colocam mais a questão de querer agir sobre tal ser ou tal ser: é a Graça, é o Espírito Santo, se preferirem (é o CRISTO, como dizia Mestre PHILIPPE) que age. É tudo.

Pergunta: podemos ajudar o outro, apenas pela própria irradiação, quando somos Transparentes?
Mas Irradiar quem? a Luz Irradia: ela se difunde por todo o lado. O que faz obstáculo à Luz, é a pessoa, nada mais. A Transparência (e o exemplo foi tomado), é o prisma ou o cristal: ele deixa passar a Luz. Mas vocês veem um cristal parar a Luz, vocês veem um cristal mudar a Luz, como ele quer? A Tranparência, é isso. Não confunda a irradiação de uma pessoa, com a Irradiação da Transparência.

Em sua vida, no momento em que THERESA (ndr: DE LISIEUX) era uma jovem menina, vocês acreditam que as Irmãs, que estavam fechadas com ela, a consideravam como uma Santa? Não, eles a consideravam (como ela própria disse) como sua pequena escrava para fazer tudo. E ela tinha uma tal Humildade que ela nunca hesitou em relação a tudo isso. E foi dessa forma que ela encontrou o que ela Era, e não certamente protestando sobre as circunstâncias, que ela própria, acima de tudo, havia escolhido.

A Transparência e a Infância, é isso. É aí, o que Irradia, é a Luz, é ainda mais a consciência: é isso, a Transparência. De fato, há duas transparências: há a transparência da personalidade (que quer obedecer às regras morais, sociais ou de comportamento), há a transparência nas palavras (mas vocês sabem o que é a transparência de palavras), e há a Transparência da Infância, que é espontânea, que está ligada à Inocência e à via da Infância, e ao fato de que não existem Véus.

Eu creio que foi IRMÃO K que vos falou dos últimos véus (ou SRI AUROBINDO, há uns meses), que falou, de maneira extremamente precisa, destes diferentes Véus. (ndr: ver em particular sobre este tema as intervenções de IRMÃO K de 1º e 20 de Julho de 2012). O Véu faz obstáculo à Irradiação. O Véu mantém a opacidade. Quando os Véus são arrancados, o que é que se passa? A Irradiação aparece, a Vibração. Mas há ainda uma etapa: é considerar o que vocês São, em Eternidade, no coração do Coração que, eu vos recordo, não é sequer um chacra: é um Ponto que eu poderei chamar virtual (que vocês o coloquem sobre o coração ou sobre o 9º Corpo, aqui, isso não tem nenhuma importância, mas ele ainda está localizado). Mas este Ponto não está localizado somente neste corpo: é o Ponto da vossa Imortalidade.

Então, eu sei que os Irmãos orientais tinham chamado a isso a gota vermelha, a gota branca (os hindus tinham-no chamado o corpo búdico e o corpo átmico). Revelar o corpo átmico e o corpo búdico vos coloca neste estado de Transparência, mas é preciso não parar na noção de irradiação. Obviamente, que vocês irradiam, mas o que é que irradia? A Luz que passa através de vocês, ou a pessoa? Enquanto vocês acreditarem que vocês emitem o Amor, vocês não podem ser o Amor, no sentido Vibral (isso assemelha-se a todas as noções de Samadhi, tudo o que vos foi explicado sobre a consciência Turiya, já há algum tempo, ou ainda Shantinilaya ou Sat Shit Ananda, ou tudo o que foi desenvolvido: é a mesma coisa).

A Transparência que falo, é tornar-se um prisma de tal forma Transparente, que não há nada, em vocês, que faça obstáculo à Luz. É assim que vocês desaparecem, e que o mundo desaparece (é o que chamei, na época, a “grelha-planetária”). Alguns dentre vocês já desapareceram: eles são Absolutos. Eles mantêm uma forma, por conseguinte são tributários dessa forma, mas eles não são mais afetados. Eles descobriram o que eles São. Mas esta descoberta é tão simples. Aliás.

Isso corresponde a uma frase que todos nós conhecemos: quando os deuses se reuniram, eles disseram: “onde é que vamos esconder a divindade do homem? No seu Interior: é o único lugar onde ele jamais procurará”. Isso, funcionou perfeitamente. Então, eu não falo somente aqui de interiorização. Eu não falo aqui, somente, do Fogo do Coração ou das Coroas Radiantes: eu falo da a-consciência, ou da Consciência Última (se preferirem também: A Infinita Presença).

É nesse estado aí que vocês são Transparentes, mas enquanto vocês não viverem este tipo de Transparência, vocês não podem sequer imaginá-la. Então, eu vos representei, através da imagem de um cristal, de um prisma, qualquer que seja o cristal desvia a Luz (mas o prisma não a desvia). Portanto, se vocês olharem um cristal de chumbo (ou um cristal de sílica, pouco importa), vocês têm matéria opaca: o chumbo (a sílica amorfa, a areia) que se torna transparente sob a ação do calor.

Vocês devem tornar-se Transparentes sob a ação do Fogo do Amor, quer vocês queiram ou não. Depois, vocês fazem o que vocês quiserem. Em resumo, e de outra forma: a Irradiação do Coração está ligada ao Fogo do Coração. Houve a abertura da Porta Posterior do Coração (ou, se vocês preferem, que lhe chamemos, em certas tradições: a câmara posterior do coração), que está ligada a METATRON, a KI-RIS-TI e que abriu a porta das costas.

Em seguida, há certos pontos (eu vos recordo) que foram ativados pelo que foi nomeado a Merkabah Interdimensional Coletiva, que está ligada à ativação da Nova tri-Unidade (é velho, agora, hein, isso remonta a mais de dois anos, foi em setembro de 2010, mais precisamente). Tudo isto é antigo.

O que vocês vivem, hoje, não é mais a Irradiação do vosso ser Consciente: o mais frequente, quando as Asas Etéricas ou a Porta KI-RIS-TI está aberta, e que o triângulo da nova tri-Unidade está constituído, que o fim da predação (não mais dos dois primeiros chacras, mas do Eixo ATRAÇÃO / VISÃO) terminou, o que é que vocês descobrem? A Transparência. Quer dizer que a Fonte da Irradiação, como tu dizes, não é mais o teu Coração, mas é a Luz. Quer dizer que tu És: tu desapareceste deste mundo, e tu te tornaste Tudo (ou o nada: chame-o como quiseres).

Pergunta: você tinha falado de ofertas de contratação, quais empregos podemos solicitar?
Oh, ser Libertador do mundo, é muito apaixonante. O único problema, é que é preciso penetrar, do Interior, o mundo, para estar habituado. Portanto, isso necessita de uma pequena volta sobre o confinamento. Mas nada de muito desagradável: isso dura alguns milhares de anos.
 
Pergunta: é dito frequentemente que será feito segundo nossa Vibração, e ao mesmo tempo que farão o que quisermos. Como se situa então a noção de escolha?

Mas não há escolha. As escolhas, há muito tempo que estão caducadas. Há a Liberdade. A Liberdade não é uma escolha: é uma evidência. Depois tu fazes o que tu quiseres. Quando eu digo: “tu fazes o que tu quiseres”, eu não me dirijo à tua pessoa (que deve desaparecer), eu dirijo-me ao que tu És. Tu recebes o que eu digo, no lugar em que tu próprio te situas.

Quando vocês são Livres não há escolha: vocês vão onde vocês quiserem, uma vez que vocês São todas as escolhas ao mesmo tempo. Se tu tentares, com a cabeça, imaginar o que isso significa, isso não significa nada. Vocês viveram, durante as Núpcias Celestes, antes e depois, diferentes tipos de escolhas que estavam ligadas, efetivamente, à Consciência, à Vibração.

Agora, o que é que vos digo? Eu vos digo nada mais que: a maneira como vocês vivem o que é para viver, desde hoje e agora (quer dizer vosso Choque e o Choque da Humanidade), a maneira como vocês vivem isso, sem condicionar, mas orientar o que vocês São, ou o que vocês creem ser (mas vocês terão a reminiscência do que vocês São, portanto, nesse momento, a questão não se colocará sequer).

A escolha está ligada a uma possibilidade, de maneira conjunta e comum (no mesmo espaço, no não tempo, mas sensivelmente a mesma coisa, para vocês, ao nível da significação). Por que é que te limitarias a confinares-te, tu próprio, em tal Dimensão, ou em tal forma, uma vez que não há mais confinamento? É o problema da consciência, aqui (aí, onde nós estivemos todos, e onde vocês estão ainda): é acreditar que a Consciência é tributária de uma forma, acreditar que a Consciência é tributária de um mundo.

A Consciência é Livre. Ela é mesmo Livre de desaparecer: é o que tu És, em Verdade. Portanto, o que é que uma escolha tem a ver com isso? É caduco. A escolha, é para se colocar, efetivamente (“ser-vos-á feito segundo a vossa Vibração”) em todo este período preparatório que foi vivido (que isso sejam as Núpcias Celestes, as Núpcias Cósmicas, as Comunhões, as Dissoluções, as Deslocalizações, o Canal Mariano ou a Onda da Vida).

Mas, ainda uma vez, se em ti (ou algum outro), não há vivência, por exemplo, da Onda da Vida: isso nada te diz a Onda da Vida. Recordem-se que sempre foi dito que vocês não podiam decidir pela Onda da Vida: ela sobe ou ela não sobe, em função de vossos próprios medos, que estão inscritos nos dois primeiros chacras, no Eixo ATRAÇÃO / VISÃO.


A noção de escolha foi uma escolha da personalidade, e em seguida de escolha da alma. Mas eu te recordo que foi explicado, de diferentes formas, por MARIA, hoje, e ainda re-especificado por MA ANANDA (ndr: ver as intervenções de MARIA e MA ANANDA MOYI de 1º de dezembro de 2012), que a alma deve se dissolver, salvo se tu próprio decides manter uma alma. Mas quando eu digo “tu próprio”, não me dirijo a ti enquanto pessoa, eu dirijo-me ao que tu És, e que entende o que eu digo.

É isto, o que foi explicado em relação à Vibração, ou de ler simplesmente as palavras, ou de compreender simplesmente as palavras. Percebam, vejam a grande maioria de nossos Irmãos e Irmãs que estão em processo espiritual: eles reivindicam A Luz, eles reivindicam uma Idade de Ouro, eles reivindicam uma melhoria. Mas esta melhoria, esta Idade de Ouro, concerne a quê? Obviamente, a preservação da pequena pessoa, como por acaso. Porque eles são incapazes de se verem, de se imaginarem, de viver, o que eles São, fora desta forma. Portanto, eles são tributários desta forma, e eles bem queriam apropriar-se da Luz nesta forma, mas isso não é possível.

A maior das dificuldades, para a Consciência, que se trate, também, daqueles que tiveram a possibilidade de viver o Estado de Ser no Sol, que isso seja para aqueles que vivem as Comunhões, que, vos recordo, são independentes da Onda da Vida (na Comunhão, não é uma escolha, é uma ressonância que se cria, uma irradiação, uma alquimia particular, que têm efeitos, como o Encontro com as quatro Linhagens ou os quatro Elementos, mas é tudo): não há a escolher tal Elemento ou tal outro Elemento, tal forma ou tal outra forma, uma vez que vocês estão Liberados.

Ser-te-á feito, exatamente, segundo aquilo que tu acreditas, ou àquilo que Vibras, ou àquilo que És, em Absoluto. É tudo. É por isso que a tua Liberação concerne a todo o mundo. Mas a vivência desta Liberação, e o que se passa depois, é diferente. Mas o mais importante, não é saber onde vocês vão. O mais importante, é ser Liberado.

Nós não temos mais perguntas, nós agradecemos.

E bem, caros amigos, eu vos dou todo o meu Amor, todas as minhas Bençãos. Sejam o que vocês São, porque o vocês São já, quaisquer que sejam as circunstâncias deste mundo, qualquer que seja a grelha-planetária. A grelha-planetária é a egrégora coletiva da humanidade, a alma coletiva humana, (a qual tem sido referida por MA ANANDA) que é chamada a dissolver-se. Agora, se vocês quiserem manter uma alma, vocês a manterão. Mas não serão mais atribuídos a uma forma fixa, confinada: a Reconexão à Luz é o sinal do Retorno à Eternidade (mesmo se vocês desejarem manter uma multidão ou uma infinidade de efêmeros).

Mas, ainda uma vez, eu quero dizer, com isto, simplesmente que o que tu És é que é importante: não é o tu acreditas, não é um destino, nem sequer uma Vibração (mesmo se, efetivamente, as Vibrações ajudaram grandemente a Ser o que tu És, de passagem, justamente, pelo Si). Mas, hoje, vocês têm Irmãos e Irmãs que, da noite para o dia, no espaço de um minuto, se encontram Absoluto.

Qual é a caraterística do Absoluto? É não ser (eu direi) mais radiante, de manifestar mais conveniência ou mais carisma. É saber o que tu És, mas de forma íntima, Vivida (não através de uma história do que foste, numa vida passada, porque isso, isso concerne a este mundo) e o que tu És, em Verdade.

Eu vos transmito todo meu Amor, e vos digo, certamente, eu também, até à próxima semana. Eu vos digo até muito em breve. Todo meu Amor está convosco. Bençãos a todos.


NDR:Ponto ER da cabeça : a fontanela do topo da cabeça, no cruzamento da linha que passa pela ponta das 2 orelhas e a linha passando entre o nariz e o occiptal.

Ponto ER do peito: sobre o eixo do esterno, em sua parte superior, acima do chakra do Coração, sobre a protuberância do esterno chamada ângulo de Louis.



HIC: 2 dedos acima da ponta da orelha esquerda.


NUNC: 2 dedos acima da ponta da orelha direita.


Triângulo da Nova tri-Unidade



KI-RIS-TI: entre as omoplatas, à meia altura (sob a quinta vértebra dorsal). Raiz do Chacra do Coração.



Porta ATRAÇÃO: chacra do baço - uma mão abaixo do seio esquerdo (o chacra do baço sendo elíptico a posição simétrica do chacra fígado é inteiramente aqui).

Porta VISÃO: chacra do fígado - uma mão abaixo do seio direito.


 

Mensagem de O.M. AÏVANHOV - PARTE 2 no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1717

01 de dezembro de 2012 (Publicado em 02 de dezembro de 2012)
Tradução para o português: Margarida Antunes


O.M. AÏVANHOV - PARTE 1 - 01-12-2012 - AUTRES DIMENSIONS

CONTINUAMOS DE OLHO 
OUTROS VÍDEOS NA SEÇÃO: "VÍDEOS"

AS PUBLICAÇÕES ANTERIORES A ESTAS, ESTÃO NA SEÇÃO: "
"ESSENCIAIS"".     

http://a-casa-real-de-rigel.blogspot.com/


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails