((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

sábado, 12 de fevereiro de 2011

ERA UMA VEZ - UMA ILUSÃO DE PODER - SAMYR MARTINS

Era um a vez uma ilusao de poder



Talvez eu devesse chamar de: Era uma vez. Um Presidente.

Quem ouviu uma de nossas conversas em um dos vários podcasts disponíveis no MM deve se lembrar do exemplo que falamos sobre um presidente que, certo dia, acordou com o pé esquerdo e decidiu ordenar que toda população de seu país pulasse da ponte.

Pois bem! Metade dela obedeceu sem titubear. Afinal de conta, ele é o presidente. Oras!

Mas a outra metade resolveu pensar por si. Questionou tudo e disse: Peraí. Isso não é bom para nós! E não pulou!
Sendo assim eles descobrirarm e quebraram a Ilusão de Poder que antes creditavam a este tal presidente.

Ora essa! O tal poder antes inquestionado era tão somente temor do povo pelo seu representante.

O povo obedecia sem raciocinar pois via aquele único homem como detentor de uma imensa força.

Mas, que força?

Um homem não tem fisicamente força maior que um (ou meio) país.
Um homem não pode prender um (ou meio) país.
Um homem não pode obrigar um (ou meio) país a fazer o que ele quer por que ele quer.

Essa população no início temeu a reação do homem: "Ele pode prender a gente! Pode nos multar! Nos punir de alguma forma!"
E até ouviram do dito alto escalão para pararem com tudo aquilo, todos os gritos e manifestações e voltarem para suas vidinhas.
Mas finalmente perceberam que:
Não tinha cadeia para todos;
Impostos poderiam simplesmente não serem pagos;
E todo um país pararia neste joguinho de economia de merda. De câmbio e de dependência do que somente traz escravidão.

Sim, muitos outros povos ainda estão sob este jugo. Mas a ilusão está caindo.
Ou deveria dizer: se dissolvendo?
Ou em ruínas?

Você é o desconstrutor e também o recepcionista que dará as boas vindas. Acumula duas funções e todas em seu devido tempo.

Vamos lá! Ainda tem muito entulho pra tirar.

Samyr

http://minhamestria.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails