((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

PHILIPPE DE LYON – 19 -02 -2011 - AUTRES DIMENSIONS


Meu nome é Philippe de Lyon.
Eu sou um dos Melquisedeques da Terra.

Irmãos e Irmãs encarnados, que a Luz e o Amor do Cristo sejam seu contentamento.

Eu lhes dou minha Paz.

Eu venho, hoje, exprimir elementos que, minha fé, são simples e que, espero, permitam-lhes, nos tempos que vocês vivem, aquiescerem ao que vou falar, a fim de irem para mais conforto e mais evidência em sua Consciência e em suas vidas.

Eu vou, portanto (através de minha própria experiência quando eu era vivo, mas também pela minha posição de Melquisedeque e também pela minha proximidade Vibratória com Cristo), dar-lhes certo número de elementos que lhes permite, eu penso, se vocês ali aderem, viver este período Vibratório intenso nas condições as mais propícias à sua aproximação e ao seu estabelecimento em sua própria Vibração de Cristo Interior, a fim de tornarem-se, como Ele dizia, Seus imitadores.

Para isso, eu empregarei palavras simples porque, em definitivo, o Amor é simples.
A Luz é simples.
A inteligência do Amor e da Luz é algo de inacreditavelmente simples.

Hoje, o ser humano vive, ou não vive, processos em ressonância e ligados diretamente à ação da Luz.

A característica essencial da Consciência humana separada do Cristo é permanentemente impregnada de raciocínios, de deduções, de certo número de mecanismos onde tudo é evocado de acordo com as regras da Dualidade, da oposição, do «eu amo» e do «eu não amo».

O conjunto da vida humana é construído, nesta ilusão, por certo número de ações, de reações, de comportamentos, ditados por certo numero de elementos que não vêm absolutamente do Espírito, absolutamente não da Verdade.

No primeiro plano do que vive o ser humano, manifesta-se a personalidade, o ego.
A característica do ego e da personalidade é fazer sempre complicado, sempre trazer absolutamente tudo, a si mesmo, através das noções, inconscientes geralmente, mas bem reais, chamadas de prazer, de desprazer, onde a satisfação de desejos é o motor essencial.

O próprio conhecimento, aplicado no ego, é uma construção mental extremamente complicada.
Este conjunto de funcionamentos é escorado e apoiado pela adesão a Crenças, adesões que não são validadas por qualquer vivência, mas simplesmente uma construção mental, emocional, de onde decorre, aí também, o fato de tudo reconduzir a si.

Em minha vida, eu dizia frequentemente que eu era o menor sobre a Terra, após Cristo, mas que era também o maior, lá em cima.

Existe assim, de fato, um princípio de vasos comunicantes.
Vocês não podem ser grandes aqui e ser grandes no Céu.
É um ou o outro.

Vocês não podem ser grandes na personalidade e ser grandes na Existência.
É um ou o outro.

O sentido da Energia da Consciência será sempre marcado por duas direções opostas e antagônicas.
A direção que reconduz a si, ligada à personalidade.
A direção que se afasta da personalidade e do centro para desembocar na universalidade, na Unidade, para além das contingências da personalidade e para além dos jogos de poder, de sedução.

O ego, de fato, reconduz tudo a si, mesmo ao nível espiritual.
O ego é complicado, ele constrói permanentemente cenários, está sem parar na busca de satisfação, seja do domínio da carne, das emoções, da valorização social ou afetiva.
O Espírito não se importa com isso.

O Espírito é, antes de tudo, simples e simplicidade porque, eu repito, a Luz é simples e facilidade.

Assim, cada ser humano pode ser analisado de acordo com seu princípio de simplicidade ou de dificuldade.

Então, se vocês são simples, estão próximos do Espírito.
Então, se são simples, sua vida é simples e fácil.

Se vocês são complicados, então tudo se tornará complicado.

Nada é simples ou tudo é simples.

Cada vez mais, vocês, encarnados, que fazem a experiência da Luz, dão-se conta, mais ou menos conscientemente, deste processo.
Ou isso se torna simples, ou isso se torna complicado.

Guardem presente no espírito que o Amor é simples.
O Amor não será jamais uma explicação ou uma justificação.
O Amor será sempre um estado de ser no qual não há outra reivindicação além de ser si-mesmo.

O Amor não se importa com a pretensão do ego, pretensão do ego que pode pensar em se exprimir tanto num papel social como num papel espiritual.

Hoje a Luz, cada vez mais presente, pede-lhes para irem para cada vez mais simplicidade, porque a simplicidade é eficácia, a eficácia é Alegria, a eficácia se traduz em sua vida de acordo com o que vocês observam, vocês mesmos: quanto mais vocês vão para a simplicidade, mais seu próprio corpo torna-se leve, qualquer que seja o peso de seus anos ou o peso de seus sofrimentos passados ou mesmo presentes.

Hoje, a Luz e o Cristo vêm lhes pedir para aliviarem-se, porque a Alegria é leveza, porque a liberdade do Espírito também, é leveza.

Vocês não podem aceder à Unidade, à Existência, enquanto pesos, gravidades, coisas do passado, identificações, projeções, pretensões, estão ainda presentes em vocês.

Cristo disse: «Mantenham sua casa limpa, porque ninguém conhece nem a hora, nem o dia» e hoje, ele pode lhes dizer, como eu lhes digo: «É a hora e o dia».

Ele dizia também: «Deixem os mortos enterrarem os mortos e amem».

O Amor não se importa com relações, o Amor não se importa com justificações, pretensões, papéis.

O estado Cristo Interior, ou Ki-Ris-Ti, transformando-os em Filho Ardente do Sol, regado no Fogo do Espírito e do Coração, pode concretizar-se e estabelecer-se, de maneira definitiva, apenas na ausência de reivindicações ou de pretensões.

A Existência é simplicidade.
O Amor é simples e simplicidade.

Acolher o Cristo é um ato em que vocês devem se tornar transparentes e simples, inteiramente.

Para além de seus quatro Pilares (para além da Atenção, da Intenção, da Ética e da Integridade dos quais alguns de nós falaram), hoje, vocês devem encontrar-se ao centro, ou seja, no Coração.

Esse Coração (ou ponto ER, ER do Éter) lhes dá acesso à liberdade, à liberação, mas isso necessita depositar todas as suas cargas.
Isso necessita nada mais procurar, mas estabelecerem-se em sua Vibração e, sobretudo deixar agir a Inteligência da Luz e o Cristo em vocês.
Isso necessita não uma introspecção lenta, mas, bem mais, um olhar imediato e lúcido no que vocês são, no que vocês veiculam em sua própria irradiação e em sua própria Presença a você mesmo.

O estado de Cristo Interior ou estado de Unidade, é um estado de confiança, onde o medo não tem mais qualquer lugar, porque o medo vem da personalidade, o medo vem da separação, da distância ligada às Crenças, às convicções, a tudo o que não é a Vibração, a tudo o que não é experimentado, a tudo o que vem, portanto, do mental, das construções complicadas e complexas que têm servido de justificação e para a elaboração de sua vida nesse mundo, que não é o mundo do Espírito nem o mundo da Verdade.

A Verdade está em vocês e ela os libertará.

Ela é o Espírito de Verdade, ela é o Espírito do Cristo, ela é o espírito de simplicidade e de evidência.

O Amor jamais é complicado.
Cristo é simples.
Isso passa por uma palavra, também importante, que empreguei em minha vida, frequentemente, e que eu chamo a humildade.

Não pode haver Verdade sem humildade.
Não pode haver revelação do Espírito enquanto a humildade não está instalada.

Eu não falo de falsa aparência, mas efetivamente o que significa a humildade no seu sentido o mais nobre: aceitar não ser nada aqui para ser tudo no Espírito.
Ser, também, plenamente presentes e lúcidos em sua vida, para seus Irmãos, para suas Irmãs, para o conjunto da humanidade, ao mesmo tempo estabelecidos e reforçados na Luz Cristo que vocês acolheram, em Unidade e Verdade.

Hoje, a hora é da passagem, do exame final.

A falta de humildade, a falta de simplicidade representará, no momento vindo, um obstáculo (não insuperável, mas essencial) para sua passagem nas Dimensões da Luz.

Assim, é-lhes pedido que se olhem, sem complacência e em toda lucidez, olharem objetivamente do que é composta sua vida, do que é composto seu corpo.
Isso é simples, isso é complicado?

Então, se é complicado, vocês devem fazer o esforço para irem para mais simplicidade e mais humildade, porque não pode haver humildade sem simplicidade, as duas vão juntas.

Cristo os chama a isso.

O Espírito é simples.
O Espírito é espírito de Verdade e aquele que acompanha o ser que descobre e que vive sua Unidade, em harmonia, em fusão e em comunhão com o Cristo.

Como o dizia, há pouco tempo, nosso Venerável Comandante (ndr: O.M. AÏVANHOV), cabe a vocês saber e decidir: vocês vão para a leveza ou para o peso?
E isso é perceptível ao olho de sua Consciência, diretamente por suas próprias Vibrações e sua capacidade, também, para elevarem, em seus momentos de alinhamento, suas próprias Vibrações.
Porque a Vibração não pode mentir.

A personalidade, o ego, tem tendência a mentir-se a si mesmo, para justificar-se, na complexidade, na separação.
Mas a Vibração não pode de modo algum mentir a vocês, jamais.
Ela segue, de maneira irremediável e concomitante, a Verdade da Consciência e a Verdade do Espírito, em vocês.

Nos tempos que vive a Terra e que vocês vivem, aí também, tudo dependerá de seu ponto de vista.
Se sua vida está complicada, então tudo ficará mais complicado.
Se sua vida tende à simplicidade, então tudo ficará cada vez mais simples.

Num caso, haverá peso.
No outro caso, haverá evidência e leveza.

Sua vida tornar-se-á como sobre trilhos, guiada pelo Espírito de Verdade.
No outro caso, haverá confusão.

Mas nada é fixo, lembrem-se.
Tudo dependerá, em definitivo, no momento em que vocês viverem o que têm a viver, de sua capacidade para se extirparem, pelo Abandono, para penetrarem a verdadeira simplicidade, a verdadeira humildade.
A humildade não se importa com o que vocês eram aqui embaixo, ontem ou há muito tempo.

A humildade não se importa, também, com o que será amanhã, não prevê nada, porque a humildade estando estabelecida na simplicidade, ela sabe pertinentemente que a simplicidade provê tudo, absolutamente tudo.

De fato, o que acabo de lhes dizer é simplesmente colocar cada vez mais adiante esta humildade e esta simplicidade, porque vocês encontrarão sua própria dimensão de Coração Unificado total apenas no momento em que fizerem desta humildade, de sua simplicidade, o motivo condutor de sua própria vida.

Cristo é simples, é o mais simples de nós todos.
E, no entanto, ele é o mais potente.
Por que?
Porque ele é um princípio total de Abandono, ilustrado pela sua frase: «eu e o Pai somos Um», porque não há diferença, em Verdade, entre Ele e o Pai.

Cabe a vocês tornarem-se a mesma coisa, a mesma Consciência.

Não existe outro obstáculo, doravante, além de suas próprias limitações inscritas em suas próprias Crenças, em seus próprios comportamentos.

Nada, em definitivo, vem do exterior.
Nada há, contudo, a culpar o que quer que seja.
Há somente que confiar na Vibração, em Cristo, em confiar em sua Vida, que não é sua vida da personalidade, mas a Vida Unificada.

Vocês nada têm a aprender, nada têm a esperar, têm apenas que se abrir, ainda e sempre mais, a esta noção, que se tornará cada vez mais capital, de humildade e de simplicidade.

Cabe a vocês escolherem, de algum modo, estabelecer-se na Vibração do Cristo ou na Vibração da pessoa, da personalidade.

Recordem-se que Cristo não é uma pessoa, é, antes de tudo, um estado, um estado de abertura total e de lucidez total para o que é a Luz.
Uma lucidez total que o fez dizer: «o que você faz ao menor de vocês, é a mim que você o faz».

Para além de uma adesão a um dogma e uma Crença, qualquer que seja, há aí uma Verdade essencial que nada é separado.
Só o olhar da personalidade fez crer que tudo era separado.
Em definitivo, no estado Cristo Unificado, não há mais separação.
Vocês são ao mesmo tempo o que vocês são, vocês são também o conjunto de seus Irmãos e de suas Irmãs, o conjunto dos mundos, vocês se tornam o Pai, tornam-se a Fonte e, para se tornarem isso, não há mais que ser outra coisa, apenas isso.

A personalidade quer dirigir e conduzir.
O estado de Unidade, Unificado a Cristo e à Fonte («eu e o Pai somos Um»”), vê a vida desenrolar-se de acordo com o princípio da Graça e da Beleza, no qual nada do que é do domínio da Sombra ou do medo pode interferir ou limitar.

Vocês terão, todos, momentos de grande lucidez em relação ao que acabo de dizer, onde perceberão, cada vez mais claramente, os momentos em que a personalidade age e os momentos em que Cristo age.

Vocês tomarão, com cada vez mais acuidade, consciência do que é o estado Unificado e Crístico e do que ele comporta como estado de Alegria, de felicidade, de facilidade, em oposição aos momentos em que a personalidade toma a dianteira e em que tudo se tornará pesado e penoso.
Isso se tornará, para cada um de vocês, cada vez mais evidente.

Hoje, Cristo os chama.
A Luz os chama.
Ela os chama para serem o que vocês são e não mais o que foram ou, pelo menos, o que vocês acreditavam ser.
Ela os chama para manifestar Luz, Verdade e Cristo.
Sem falsa aparência, liberados de tudo o que não é isso, de todas essas Crenças, de todos os medos, de todas as suposições e de todas as complexidades construídas pelo ego e pela personalidade.

Vocês são chamados a se tornarem, todos, sem exceção, se ali vocês respondem, Mestres da Luz, Mestres, rapidamente: aqueles que superaram os ímpetos, os pesos, as oposições, as fragmentações, para reencontrar o Espírito e a Verdade.

A passagem que permite estabelecer esta Verdade e a abertura da Boca que seguiu, permite-lhes, em Verdade e concretamente, realizar isso.

Cabe a vocês exercerem sua lucidez, cabe a vocês serem honestos consigo mesmos e, portanto, com o mundo.

É tornando-se honesto consigo mesmo e com o mundo, indo para a humildade e a simplicidade, que vocês ajudarão, o mais adequadamente possível com a Luz, a transformação deste mundo e, portanto, a sua.

Não procurem data, isso nós dissemos: vocês a vivem agora.
Isso não é amanhã, isso não é passado, isso é agora.

Tentem verdadeiramente viver plenamente no instante presente, porque apenas no instante presente é que se manifestam a humildade, a simplicidade e a Verdade.

Cristo ali os espera.
Nós os esperamos todos.
Nós os esperamos.

Há apenas uma única missão, é a mesma para todos, sem exceção: voltar a ser o que vocês eram, em Verdade.
Aí está a única missão, não há outra, e isso é agora.

Aí está, meus Irmãos e minhas Irmãs que vivem num corpo, o que me foi pedido dizer-lhes.

Permaneceremos nessas palavras porque elas não requerem, eu penso, perguntas.

Cabe a vocês fazerem a evidência de sua vida, cabe a vocês fazerem a evidência de sua Vibração e de sua Consciência.

Que a Paz e a Alegria do Cristo estejam em vocês.

Eu lhes dou-vos minha Paz, agora, e lhes digo, até outro momento.

Nós estamos com vocês.
Nós estamos juntos, para a eternidade.
Livres.
Até breve.


Enviado por Bernardo Conceição
Postado por Thaís
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails