((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

domingo, 23 de outubro de 2011

COLETÂNEA: BURACO NEGRO, EU VOU

***
Buraco negro supermassivo aquecendo a bolha cósmica
***

A imagem ilustrada mostra uma das galáxias ativas dentro da bolha cósmica, com os braços espirais em amarelo e branco, e os dois jatos de energia irradiados pelo buraco negro supermassivo no coração da galáxia, mostrados em tons alaranjados. Crédito: NASA/CXC/M.Weiss

NOTA: Estava eu passeando por algumas imagens espaciais quando comecei a prestar atenção nas imagens de buracos negros. Ora ora, de negro elas nunca tiveram nada, todas são pura luz. Neste momento eu lembrei do Diretor Executivo do NGE, o chileno, Pedro Gaete que recentemente vem insistindo que Elenin é um buraco negro.

Então, ficou fácil encaixar a teoria de Gaete com a explicação de Carl Sagan (vídeo abaixo), mais o vídeo de um buraco negro "engolindo" uma estrela, associar às imagens repletas de luz e, para arrematar, as informações que recebemos da nossa equipe de cima via Autres Dimensions.
Se a Terra for engolida por um "buraquinho negro", o outro lado dele pode ser a 5D. É lucro, qualquer buraco é muito melhor que este confinamento chamado 3DD (terceira dimensão dissociada)!!!

Buraco Negro, por Carl Sagan



Buraco negro engolindo uma estrela



"É naquele momento que a Profundez intervém como elemento desse mesmo refluxo, ou seja, há verdadeiramente, naquele momento, uma retirada total do conjunto das energias do corpo, das forças vitais, isto é, do etéreo, das emoções e do próprio mental, para outra coisa.

Esse processo, quando a Profundez lhes permite, naquele momento, ver além da aparência e além do olhar, vai possibilitar-lhes ver, através desta Profundez, o Espírito. Esse princípio, eu tento explicar-lhes através da vivência do ser humano que eu fui, mas pode-se dizer que seus físicos de hoje chegaram exatamente à mesma conclusão.

Ou seja, a força para entrar na profundez e para ir a um mecanismo, cada vez mais íntimo, de qualquer matéria, que vocês irão se aperceber, a ciência, tal como vocês a denominam, apercebeu-se de que há no centro do que é chamado de nada, de aniquilação, a Luz Total. É exatamente a mesma coisa para o astrofísico, hoje, já que o que a ciência observa (que nós, em nossa época, nós não podíamos ver já que nós não tínhamos essas tecnologias), o que vocês denominam, da Terra, um buraco negro, é apenas, na realidade, a Luz.

Eu lembro vocês (e isso lhes foi mostrado, várias vezes, pelos Anciãos), de que tudo neste mundo está invertido. De que, empregando palavras simples, eu diria, que, quando nós estamos encarnados, nós somos o negativo da vida.

Nós estamos no vazio, enquanto o pleno está em outros lugares. Portanto, é claro, nós passamos nossa vida buscando a Luz neste mundo, quando a Luz não pode ali se encontrar já que nós estamos, permanentemente, neste estado de projeção, de sonho, onde, obviamente, a alma é de qualquer modo alimentada (em alguma parte e um pouquinho) pelo Espírito, fazendo com que cada ser humano se sinta vivo porque, efetivamente, ele é alimentado, um mínimo, pelo Espírito.
Mas o Espírito, vocês terão de convir, é totalmente invisível.

Assim como vocês não podem ver a alma, é impossível ver o Espírito com seus sentidos comuns e com a consciência comum. É apenas quando a consciência comum se apagar, quando os mecanismos se aplicarem à Consciência, ao cérebro, ao coração também (e eu falo dos órgãos) que vai, naquele momento, permitir desembocar nesta Profundez e ver, não somente os fios que animam a marionete, mas, verdadeiramente, o que está acima dos fios, ou seja, a Luz.

A Profundez e meu próprio nome, SNOW, estão (vocês compreenderam) ligados ao que dá esta Profundez uma paisagem de neve, onde tudo vai fundir-se e desaparecer para deixar aparecer outra coisa. Esta outra coisa (que não é visível nem perceptível, neste mundo) poderá então, nesta sideração do medo, aparecer.

Esse processo que eu acabo de descrever (e que muitos seres humano vivenciaram na encarnação), vocês serão chamado a viver, de maneira coletiva. Isso quer dizer o quê? Isso significa que a Luz vai aparecer e, é claro, estando privados de Luz, isso vai representar um impulso final para que a alma, a consciência comum possa, de alguma maneira, retrair-se e escapar, de certo modo, a esse mecanismo que parece vir, e que vem, realmente, pôr fim ao que parece ser chamado de vida.

Mas, obviamente, vocês sabem, o que vem não é o fim, mas sim o nascimento, a Ressurreição, o Renascimento da verdadeira Vida".
SNOW (12-08-2011)

"A partir do momento em que o olho se coloca sobre esta Terra exterior ele se afasta cada vez mais de sua Terra Interior. Essa Terra exterior é concebida como perigosa, é o que é observado no Cosmos, em relação ao que vocês chamam a ausência de Luz: os buracos negros ou, por exemplo, o vazio, que é, de fato, apenas o vazio em seu Espírito, enquanto que são vocês que estão vazios, porque vocês estão projetados para o exterior de algo de real.

Há, portanto, uma inversão, inversão total situando-se tanto ao nível do espaço como do tempo, como mesmo no princípio de manifestação da consciência.

O princípio de projeção sobre um eixo falsificado, tendo sido realizado por certo número de Consciências chamadas os Administradores, permitiu, de algum modo, criar próprias leis aplicáveis exclusivamente no confinamento.

Essas leis, vocês as conhecem, estão ligadas à velocidade máxima da luz, tal como ela é observada neste Universo. Esse confinamento tem apenas um único objetivo, é de manter-se ele mesmo através de certo número de regras confinantes, chamadas a limitação, chamadas, em outros termos, a gravidade, o eletromagnetismo, privando-os da Graça, ou seja, do acesso aos mundos supra Luminosos."
ANNA (28-04-2011)

"Bem amado, não se esqueça que a visão que vocês têm de seu cosmos é, também, completamente falsa. O que vocês veem no céu não é a verdade.
O essencial da Luz situa-se ao nível do que seus físicos chamam buraco negro ou vazio, que não é absolutamente vazio."
ANAEL (13-02-2011)

"...os Buracos Negros é uma visão alterada do que é, para vocês, quando vocês veem um Buraco Negro.

Ele absorve tudo e isso dá muito medo, porque quer dizer que desaparece.
Não, isso quer dizer que aparece na Luz, se desaparece à sua vista.
Não se esqueçam que, nesta Dimensão, tudo o que vocês veem é uma imagem invertida, absolutamente tudo.

Essa inversão, aliás, está presente, mesmo ao nível dos cruzamentos dos cérebros e da imagem que cria sua retina que se inverte, no cérebro, passando pelos cruzamentos de nervos óticos."
AÏVANHOV (03-05-2011)

"Não se esqueçam de que vocês estão num mundo invertido, a tal ponto que o que vocês chamam, o que os cientistas chamam o buraco negro ou o vazio do universo, que constitui mesmo assim 95% da massa total do Universo, então vocês chamam o vazio ou o negro.
Mas isso é arquifalso.


São vocês que estão no negro.
Vocês são uma sombra invertida.
Aliás, os Vegalianos, quando vêm operá-los, são obrigados a colocar óculos para vê-los porque, para eles, vocês são invisíveis, porque vocês estão na sombra.
Enquanto vocês estiverem exteriorizados na Consciência, vocês estão numa projeção."
AÏVANHOV (20-02-2011)

"Nos mundos supralumínicos, a Consciência, eu diria, é apenas Vibração, a corporeidade não é mesmo fixa dentro de uma forma, dado que ela se expressa através de um veículo que é modulável em função dos desejos, da própria coloração dos desejos que apresentam esta Consciência habitando um veículo, feito para vocês de partículas imateriais. O que vocês chamam de imaterial em seu mundo são apenas partículas não conhecidas, porque não presentes em seu universo. E, evidentemente, seus cientistas chamam a isso de antimatéria.

A antimatéria é, por definição, o inverso do que é chamado por seus físicos, buracos negros, mas bem mais, a Luz.

Há, aí também, uma inversão específica, fazendo temer os buracos negros e a antimatéria como algo que significa a aniquilação total da Consciência.

Ora, nada é mais falso do que isso.
É o mesmo princípio para o fogo: suas religiões, sem exceção (exceto, talvez, no hinduismo), sempre assimilaram o fogo às chamas do Inferno, enquanto que o fogo é, antes de tudo, iniciação e amor. Vejam como é muito fácil inverter uma Verdade para fazer algo de falsificado, desviando inteiramente o sentido primeiro do que é observado, sentido ou vivido. A antimatéria não é a morte, mas, ao contrário, a Vida."
SRI AUROBINDO (17-09-2010)

"...é perfeitamente aceitável compreender que o que vocês observam com seus telescópios e com seus olhos, como o sabem agora, não corresponde absolutamente à realidade. O prisma pelo qual vocês funcionam, que fechou vocês em meio a uma realidade tridimensional falsificada, mostra-lhes o cosmos.

Eu creio que já tive ocasião de lhes dizer que “cosmos” encontra sua origem no Sumério, língua original, que quer dizer “kus mus”, ou seja, a ‘pele de serpente’.
O cosmos tem outra realidade que essa que seus olhos veem, que não corresponde a estritamente nada à Verdade.

Deste modo, portanto, o que vocês chamam de “buracos negros”, que para vocês representam o terror o mais absoluto, são de fato ‘lareiras de Luz’. Mas, como vocês estão invertidos, vocês têm a impressão de que o céu está vazio."
ANAEL (22-10-2010)

Questão: você fala frequentemente de Multiuniverso, Universo etc. Mas o que é um «verso»?
Um Universo corresponde simplesmente a um conjunto preciso, com referências precisas (no plano da Consciência, no plano matemático e nos diferentes planos físicos), podendo existir nas Dimensões. Um Super-Universo é constituído de um conjunto de Universos. Um Multiuniverso é a associação de várias Dimensões num Universo.

Um buraco de “minhoca" ("vers") [*] é o que vem perfurar as dimensões, permitindo uma comunicação num mesmo Universo ou Multiuniverso.

Um Super-Universo é, quanto a ele, a associação de certo número de Universos.
Agora, a etimologia da palavra "verso" não deve ser necessariamente desatrelada de Universo, Multiuniverso ou Super-Universo. A raiz Vibratória nada tem a ver com a palavra “verso” em si mesma.

[*] aqui há uma conotação mais compreensível no francês, uma vez que "vers" nessa língua significa "verme, minhoca", levando a explicação a "buraco de minhoca", como explicado nesse trecho: Em física, um buraco de verme ou buraco de minhoca é uma característica topológica hipotética do continuum espaço-tempo, a qual é, em essência, um "atalho" através do espaço e do tempo. (fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Buraco_de_minhoca).
ANAEL (30-11-2010)


Segue abaixo algumas imagens de "buracos negros":










Descontraindo: Esta alegria que me preenche, me fez lembrar de quando houve aqui no Rio, o primeiro Rock in Rio. Naquela época, era o máximo dizer:
"Rock in Rio, Eu Vou".

E parafraseando, hoje eu garanto:
 

"Buraco Negro, Eu Vou".

Já "comprei" o meu passaporte!!!



Trechos extraídos das mensagens do site http://www.autresdimensions.com
Traduzidas para o português por:
Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com e
Zulma Peixinho http://portaldosanjos.ning.com
Seleção e Edição: Minha Mestria(FORA DO AR)

AS PUBLICAÇÕES ANTERIORES A ESTAS, ESTÃO NA SEÇÃO: " "COLETÃNEAS "".  

C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/


Um comentário:

  1. os buracos negro pode ser o portal dimensional ou universal,eu acretido que seja e você.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails