((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

COLETÂNEA: O DINHEIRO - AUTRES DIMENSIONS

COLETÂNEA: O DINHEIRO - AUTRES DIMENSIONS



André: Em algum momento essa torneira vai secar, ou o que sai dela, não terá valor algum. Do que vai adiantar tanto seu esforço para juntar mais e mais dinheiro, do que vai adiantar seu sacrifício de trabalhar horas extras, ter dois empregos, pegar bicos no final de semana? Tudo isso pensando na maledeta estabilidade posterior; e sempre pensando no posterior, no dia de amanhã você foge do instante presente, portanto da Unidade que é o Eterno Agora.

Você é escravo de um sistema onde o mais "poderoso" está sempre pisando no inferior, pois o sistema de trocas não é justo. O que sobra para você são sempre migalhas ainda tendo que trabalhar horas e mais horas por dia. Vivendo uma vida medíocre que passa num piscar de olhos.



Quem aqui nunca ouvi alguém desabafar? "Eu nem vi minha vida passar, sempre trabalhando, trabalhando; não aproveitei nada, não realizei projetos que gostaria realizar."
E sempre deixando o lado espiritual em segundo plano:
Depois de eu passar neste concurso público, vou levar sério o lado espiritual;
Depois que eu assistir a novela; Depois do futebol;
Depois que eu terminar minha faculdade, meu curso técnico, meu curso de extensão, etc;

Depois que eu ir no salão (aqueles pensamentos bem medíocres: "não abro a mão por nada, o meu salão de sábado a tarde, pois lá coloco o papo em dia e fico sabendo da vida de todo mundo"). Depois dos seus afazeres 3DD;
E assim vai, sempre deixando o lado espiritual para depois, e como falado acima, O DEPOIS NÃO EXISTE!, O que existe é somente o ETERNO AGORA.

Não existe justificativas, para não decidir ainda hoje! Não adianta sentar ao mesmo tempo nas duas cadeiras.
Levante sua Buzanfa e escolha de uma vez por todas em qual cadeira você quer sentar!

Além da coletânea abaixo sobre o assunto "Dinheiro", recomendo a leitura de duas mensagens curtinhas, que valem a pena:

MARIA – 7 de abril de 2005

SNOW - 29 de junho de 2010 (ler somente do início até a parte onde começa as perguntas e respostas)
____________________________________________

Eu já anunciei numerosas vezes, desde numerosos anos, que tudo o que faz seu sistema econômico devia desabar, porque estava sob a influência das forças da Sombra. Mais nenhuma peça de moeda, mais nenhum dinheiro que está nos bancos é dirigido pelas forças de Luz. Por conseguinte, é necessário que este sistema desabe, obviamente.
O.M. AÏVANHOV – 21 de fevereiro de 2009

O ser humano vive, desde a intervenção de METATRON, um processo específico que é ligado à dissolução de uma das matrizes confinantes mais aprisionadoras da história da humanidade, que era chamado o dinheiro, a moeda, as finanças.
O fim desse sistema traduz o fim do confinamento do Coração, no plano físico, no plano humano, no plano da consciência e no plano da própria sociedade.
IRMÃO K – 20 de agosto de 2011

Então, é claro, o mental vai misturar-se porque ele vai dizer: «mas se deixo o meu trabalho, não vou mais ter dinheiro», «se deixo tal pessoa ou tal lugar, o que vou me tornar?». Recordem-se: isso faz parte do Abandono à Luz. Enquanto tiverem algo, vocês não estão livres e é necessário soltar o que vocês têm para irem no sentido da Luz. Então, obviamente, para alguns seres, isso pode ser vivido, sobretudo nesse momento em que há urgência, como algo extremamente desestabilizador, ou mesmo contrário à Luz.
Mas isso não pode ser contrário à Luz.

Logo que a Coroa Radiante da cabeça for ligada, ainda que a Coroa Radiante não o esteja ainda de maneira tão densa, eu diria, é que a Luz encarregou-se de vocês.
Por conseguinte, ainda que pareça profundamente assustador o que a Luz induz, é necessário aceitar, porque será necessariamente melhor depois. O Mental, recordem-se, tem necessidade de projetar, tem necessidade de antecipar. Não a Luz. A Luz está unicamente no presente, ela não faz qualquer projeção no amanhã.
O.M. AÏVANHOV – 5 de março de 2011

O ser humano sempre teve tendência (e isso lhes foi dito), em sua vida, a precaver-se. Precaver-se de tudo, vigiar para antecipar muitas coisas, seja para a nutrição, seja para o dinheiro, seja para o afetivo, seja para o amanhã.
Enquanto a Consciência CRISTO vem dizer-lhes que o amanhã não existe, que o ontem não existe. E, é claro, é muito difícil para o ser humano (mesmo se ele o aceita intelectualmente) estabelecer-se, totalmente, fazer como o pássaro, que não se preocupa com o amanhã. Mas, é claro, se vocês querem voar, se querem tornar-se borboleta, como diria nosso Comandante, vocês não podem continuar lagarta.
PHILIPPE DE LYON – 9 de agosto de 2011

Negar que aquele que está no outro extremo do planeta e que morre de fome não faz parte de você é muito fácil do alto de sua torre de marfim, cercada de dinheiro, mas isso se torna completamente outra coisa quando o CRISTO chega, creiam-me.
PHILIPPE DE LYON – 9 de agosto de 2011

Qualquer atração ligada ao medo do futuro, do amanhã, não pode afetá-los e isso se junta totalmente à parábola do Cristo, quando ele disse: «será que o pássaro se preocupa com o que ele terá para comer, amanhã?». Tudo, em seu mundo, foi feito para obrigá-los a ter medo: ter um teto, ter dinheiro, ter com o que pagar os contratos, ter com o que pagar os aluguéis, mas se vocês soubessem como, quando aceitam a lei do Amor, tudo vem a vocês, gratuitamente, inteiramente!
O.M. AÏVANHOV – 10 de julho de 2009

Questão: como lidar com situações de gestão, no trabalho, portanto de poder?
O mundo empresarial é o mundo do julgamento.
Você não pode gerenciá-lo, você pode melhorá-lo e isso faz parte do que lhe diz sua Consciência. Imagine que você é um ser de poder que teve responsabilidades numa sociedade, ou num Estado, é a mesma coisa.
Imagine que você reencontra a Luz.
Imagine que você viva uma experiência com Cristo.

Será que você vai poder se olhar no espelho e continuar a fazer o que você faz?
Toda a questão está aí. Então, obviamente, você vai me responder: "mas eu não posso perder minha situação. Quem vai pagar as contas?" Mas se você tiver a possibilidade de se projetar, realmente e concretamente, no que agora está à sua porta, você veria que aquilo não tem qualquer importância.
Eu não lhes disse com isso que é preciso deixar tudo, não é?
Eu atraio sua atenção sobre o sentido da responsabilidade.

Obviamente que seres foram colocados em situações de poder, com Amor sobre o outro, mas mesmo esse poder aí deve desaparecer, e está à sua porta.
Então, obviamente, cada ser humano, hoje, com relação ao que acontece, com relação ao que vem, está estritamente no lugar certo.
Se você está só, é porque você deve viver isso só.
Se você está em fase de casar, é que você deve viver isso em fase de casar.
Se você está em tal posto de poder numa sociedade, que chamamos, em termos poéticos: o gerente, efetivamente, é porque você deve estar aí e para que você tenha, aqui, como vocês chamam isso, o cerne do problema que você tem que resolver.

É muito importante compreender, não é?
Cada ser humano é diferente.
Mas quando o poder for destruído, é preciso bem compreender que você vai ser liberado. Você não vai perder seu emprego ou seu dinheiro. Você vai ser liberado no nível de sua alma e de sua Consciência, é isso o mais importante. No dia em que a Ilusão cai, o dia em que o eletrônico cai, você reencontra instantaneamente sua liberdade. Então, cabe a você, em sua alma e Consciência, saber se você deve ir para uma liberação antecipada ou esperar o último momento, mas eu não posso lhes ditar sua conduta. Alguns seres humanos já deixaram tudo, sem saber onde iriam amanhã, porque sua Consciência assim ditou. Alguns seres são vistos despojados de seu cônjuge, de seu trabalho, de seus empregos e eles se apercebem que vivem energias. Então, eles talvez tenham medo, porque dizem: “mas onde vou?" Na Luz, é também simples assim. Você deve aceitar e realizar, em Consciência, a seu ritmo, que você está dentro de uma matriz e de uma Ilusão.
Quando você começa a viver a Existência e viaja nessa Existência, do mesmo modo que uma pessoa que fez uma experiência às portas da morte e que vai na Luz e que volta, o que ela vai lhe dizer?

Que ela permanece aí porque tem uma missão para os outros: de lhes fazer subir na Luz mas que, aqui é Ilusão, isso não existe. É o que lhes disseram todas as correntes tradicionais e vocês tiveram dificuldade a aceitar, mesmo aqueles adeptos de filosofias orientais, quando lhes disseram que esse mundo é "Maya".
Mas vocês aderiram tanto a Maya que, agora, para vocês, é a única realidade, para aqueles que não tiveram acesso à Existência, ainda. Entretanto, você descobre através do despertar, através dos sons, através das experiências, que não é verdadeiramente o paraíso, aqui, não é? Ademais, a maior parte de seres que viveram essas experiências às portas da morte, ou que viveram a Existência, volta enriquecidas desta Luz, desta experiência. Obviamente, mesmo se existem coisas muito belas, existentes na Vida, nesta dimensão, somos obrigados a concluir que o inferno é aqui e não em outro lugar. Como dizem na frase: "O inferno está cheio de boas intenções".
O.M. AÏVANHOV - 27 de setembro de 2009 - Parte 2

Vocês acreditam ser esse corpo, vocês acreditam ser essas emoções, vocês acreditam ter filhos, vocês acreditam ter pais, vocês acreditam ter dinheiro, vocês acreditam ter uma casa, vocês acreditam.
Tudo isso é Ilusão.

Vocês não podem pretender viver a Luz sem se desembaraçarem de tudo o que vocês acreditam. Isso se chama a morte, efetivamente. Não a morte do corpo físico, mas, sim, a morte do ego, em todos os sentidos do termo.
Vocês não podem esperar cruzar a porta, de nenhuma maneira, sem se liberar.
GABRIEL - 16 de julho de 2010

A Sombra espera escravizá-los, através do desaparecimento do sistema econômico e o controle total da economia. A Luz espera liberá-los, ela, pelo mesmo processo de liberação da economia. Que vai acontecer? Apoiem-se sobre as tradições orientais, e bem além, sobre certas tradições xamânicas e sobre os povos indianos que diziam, e que dizem sempre, que a partir do momento em que você cria, entre o que você fabrica com suas mãos e o que você quer vender a qualquer outro, um intermediário, você perde seu poder e delega seu poder.
Assim é a grande lição da humanidade com relação a esta dimensão, com relação às energias do dinheiro.

Você tem seu dinheiro?
Você tem seu próprio poder sobre seu dinheiro?
Vocês descobrirão muito em breve que não. Absolutamente não. E que, quando vocês perderem esse falso poder, descobrirão a liberdade.
ANAEL - 17 de outubro de 2009

De fato, os valores que são essenciais para vocês – como a noção de família, a noção de dinheiro, a noção de propriedade – não têm, absolutamente, qualquer existência nem em nossos pensamentos nem na realidade de nossa vida.
O apego que vocês portam aos diferentes modos de vestir-se, de proteger-se em seus lugares, o modo de travestir, de alguma forma, a realidade não tem, tampouco, absolutamente curso para nós. E quem diz propriedade, quem diz dinheiro, quem diz apego, quem diz família, diz divisão. Todas essas estruturas que vocês construíram desde 50.000 anos são-nos completamente estranhas.

Isso permitiu compreender o que vocês viveram e integrá-lo nos planos da luz, quais sejam, as divisões, as guerras, essa invenção um pouco estúpida que vocês chamaram o dinheiro, que lhes serve de moeda de troca e que corresponde mais ao que se chamaria uma moeda falsa porque, ao nível da troca, não há pior do que essa coisa que vocês criaram, porque a troca é, sempre, desequilibrada.
Não se trata de um equilíbrio, mas de um desequilíbrio permanente.
Foi apenas o olhar de sua consciência que cristalizou ao redor de vocês esse mundo, essas manifestações, essas estruturas rigidificadas, fossilizadas, que fizeram aparecer tanto as religiões como o que vocês chamam o dinheiro.
Livro HUMANIDADE QUE COMEÇA - Ramatan

CRISTO havia dito: «busquem o Reino dos Céus e o resto advirá por si mesmo».
Cabe a vocês prová-lo e provarem-se. Porque, como pretender viver a Graça e precipitar-se para consumir um medicamento? Porque, como pretender viver a Graça e pôr o dinheiro ao lado? Porque, como pretender viver a Graça e ter medo que um filho ou um cônjuge abandone-os? É impossível, e isso vai aparecer-lhes cada vez mais violentamente e cada vez mais cruamente. Eu repito: não é nem uma punição, nem uma justiça, nem uma retribuição, mas, simplesmente, a colocação em ação da Luz sobre esse mundo.
MA ANANDA MOYI – 12 de setembro de 2011

Nos Mundos Unificados não se tem necessidade, como eu disse também, há dois dias, de tudo o que existe sobre esta Terra: não se tem necessidade de família; não se tem necessidade de sogra; não se tem necessidade de patrão; não se tem necessidade de dinheiro; não se tem necessidade de energia, dado que vocês estão conectados à FONTE. Vocês não têm necessidade de comer; vocês não têm necessidade de fazer filhos. Vocês querem, a todo custo, que sua visão estreita de seu cérebro corresponda a todas as Dimensões. Nós sempre dissemos que as Leis do Espírito, estritamente, nada têm a ver com as leis desse mundo.
O.M. AÏVANHOV – 26 de setembro de 2011

Quando vocês morrem, será que carregam seu talão de cheques?
Será que vocês carregam seus filhos, quando vocês morrem?
Vocês nada carregam, parece-me.
Portanto, quando vocês vão a uma nova Vida e a uma nova Dimensão, porque é que vocês querem carregar com vocês o que não pertence a essas Dimensões?
Por que vocês querem levar a Ilusão à Verdade?
Quem lhes disse que havia dinheiro, notas?
Quem lhes disse que havia uma sogra, nas outras Dimensões?
São projeções que vocês fizeram.
Nada há de tudo isso.
Na Luz, tudo é Livre.
O.M. AÏVANHOV – 26 de setembro de 2011

Foi dito pelo Cristo (e isso foi mal compreendido) que seria mais fácil para um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que para um rico entrar no reino dos Céus. Qual era esse rico? Esse rico não é aquele que possui dinheiro, mas é aquele que é possuído por seus conhecimentos, porque o Coração não se possui, ele não se conquista, ele se estabelece e se vive, justamente, pela ausência de qualquer reivindicação.
JOFIEL - 7 de julho de 2011

A Luz não tem necessidade de ninguém para estabelecer-se em vocês, a não ser de vocês mesmos. Assim, muito numerosos seres atribuem-se, atualmente, funções, títulos. Eles estão efetivamente longe da Unidade. Obviamente, eles percebem a Energia e a Consciência do Supramental. Eles identificaram-se, portanto, a esse Supramental. Mas isso é uma ilusão total que visa uma satisfação do ego, ou espiritual, ou para dados muito mais de sua Dimensão, chamados dinheiro.
UM AMIGO – 6 de abril de 2011

Há já muito tempo eu falei de duas humanidades que se separavam.
A humanidade é Una, mas é preciso deixar a liberdade ao outro que recusa a Luz.
O que vocês vão fazer? Vocês não poderão jamais convencê-lo com palavras.
Mesmo quando vocês virem coisas em seu céu, muito mais importantes do que é visto atualmente (sejam as Embarcações, as ondas de ovnis que houve, dos Vegalianos, as três fases sucessivas), há pessoas que não querem mesmo vê-las.
Estão no céu, mas elas não querem ver.
Por quê?

Porque elas olham para outros lugares.
As pessoas foram tão condicionadas a viver a vida a mais banal e a mais curvada que fosse (que as preenche de emoções e que vai lhes permitir correr atrás do dinheiro, correr atrás da segurança) que elas se recusarão a ver a Luz.
O.M. AÏVANHOV – 20 de março de 2011

Enquanto vocês são identificados, inteiramente, a esse corpo, a esta personalidade, ao seu ambiente, às suas relações, às suas aquisições, ao seu dinheiro, aos seus sofrimentos e às suas alegrias, vocês não estão na Unidade e vocês não podem estar no Coração.
MARIA – 13 de março de 2011

Independentemente do que vocês vivem neste espaço, cada vez mais, o humano verá esclarecer o que ele não queria ver esclarecer, em si como ao nível de tudo o que foi escondido, as atuações de seus governantes, as manipulações do dinheiro, as manipulações do mundo, da alimentação, tudo o que é falso será aclarado, em vocês como no exterior de vocês.
O.M. AÏVANHOV - 24 de junho de 2010

Questão: os Arcontes têm ainda a capacidade de impedir as mudanças em curso?
Não, absolutamente não.
A embarcação dos Arcontes foi banida para fora desse sistema solar, ano passado, no mês de agosto. As únicas resistências que existem, quando falamos de adequação ou adaptação entre as recepções de Energias e as reações, ao nível da Terra, são unicamente ligadas a dois fatores que são, de um lado, a inércia da humanidade ainda adormecida que não crê nem na Luz, nem na Sombra e que tem uma vida vegetativa e também, a alguns seres que foram chamados, pomposamente, as elites e que, apoiando-se, se querem, sobre os mecanismos de poder ligados ao dinheiro, ligados à economia, para mantê-los na escravidão com seus acólitos. Os acólitos não estão mais aí mas, eles, querem ainda manter suas prerrogativas, eu diria.
Alguns deles.

Mas os Arcontes não são mais um obstáculo, dado que muitos deles, neste universo como em outros universos, foram, como se diz, redimidos.
O único obstáculo está agora presente no humano. Mas a palavra obstáculo é um pouco forte, digamos, resistência, porque a Luz, se querem, ela traça um caminho.
E é como a água, se querem, que procura seu curso de água. Ela vai insinuar-se à esquerda, à direita, antes de estabelecer um curso d’água que permite à Energia (na ocorrência da água, aqui), circular sem resistência e com facilidade.
O sulco se escava.
O.M. AÏVANHOV – 12 de junho de 2010

Vocês acreditam que quando meu Mestre Bença Deunov me enviou à França sem um copeque (moeda russa), sem dinheiro nos bolsos, chegando em um país onde não falava a língua, isso foi fácil para mim?
E eu tinha a Fé.

E o que me foi solicitado fazer, eu realizei.
Não fui eu que realizei, foi a Luz que me protegia, foi a Luz que eu portava e nenhum outro. Então, os tempos não eram os mesmos.
Hoje, vocês não estão em algo que vai durar toda uma geração, que vai durar toda sua Vida.

Então, coloquem-se as boas questões.
Jamais eu lhes diria: «é preciso fazer isso ou aquilo», mas vocês devem assim mesmo colocarem-se as questões seriamente porque, lembrem-se, escolham o caminho da simplicidade, o caminho da simplicidade.
O.M. AÏVANHOV – 3 de maio de 2010

Vou tomar um exemplo muito simples de compreender: você tem um problema a resolver que necessita um investimento, uma certa soma do que chama dinheiro.
Quer você tenha este dinheiro, quer não o tenha. Se você está na resistência, você fornece esforços, mais ou menos fáceis, segundo seu caminho, para adquirir o que lhe falta em dinheiro. O Ser que vive na Unidade não se coloca esta questão.
Ele está na abundância, espontaneamente, pela reconexão à sua Fonte.
Nesse momento, ele emite uma idéia e a abundância manifestar-se-á, de um modo certo, muito diferente do caminho que é utilizado por aquele que utiliza as vias da dualidade e portanto da resistência.

Num caso, há resistência para adquirir a abundância, no outro, há abandono à abundância que vem. Isso não tem de forma alguma a mesma conotação nem a mesma finalidade, mesmo se, no final das contas, cada um chegue a seu objetivo.
Mas há um caso em que você chegou no objetivo permanecendo na Unidade, e o outro caso você está afastado da Unidade.
ANAEL - 31 de outubro de 2009

Questão: viver o instante presente significa que é preciso deixar cair todos os projetos?
Então, caro amigo, é uma decisão de sua Consciência com você mesmo. Eu compreendo que, qualquer que seja a idade, imagine um jovem de vinte anos, que ainda não viveu sua experiência e seu projeto de Vida e que vive e que compreende que algo enorme está chegando, não é mesmo muito acolhedor, mesmo se ele vive a Luz, de se dizer que não há mais projetos. Agora, se vocês são adultos, cabe a vocês tomarem sua responsabilidade e sua soberania, ou seja, cabe a vocês decidirem o que querem. Se você tem um projeto de comprar uma Ferrari dentro de cinco anos, eu digo que não vale a pena pensar, não haverá mais fábrica, mesmo se você tiver o dinheiro. E, de todo modo (como o sabe e como sempre eu disse), daqui até o final deste outono (França – primavera no hemisfério sul), você não terá mais sistema econômico e financeiro. Isso, eu disse e repeti, desde mais de um ano.

Você está em que época, aí? Vocês estão em meados de novembro, algo próximo. Final de novembro restam seis semanas antes do inverno e o que vai descobrir (e isso, eu creio que vou dizer e repetir) isso foi dito por inúmeros interventores: pelo momento, vocês estão num sistema em que, para viver, você tem necessidade do dinheiro, com certeza. Você não imagina que isso possa funcionar de outro modo. Bem, eu lhes garanto que isso funcionará muito bem de outro modo e que, quando vocês não tiverem mais esse sistema que vocês chamam o dinheiro, reencontrarão, totalmente, sua soberania. Vocês serão humanos livres porque, o que é que tem a dependência da sociedade, se não é o dinheiro? Apenas isso.
Tudo é regido pelo dinheiro, absolutamente tudo. Todos os seus relatórios são definidos com relação ao dinheiro. Se o dinheiro não existe mais, vocês serão obrigados a encontrar outros meios de trocar e manter relatórios. É assim simples.

Por conseguinte, o que lhes parece, hoje, catastrófico, é a maior oportunidade que vocês têm de viver e a maior liberação possível da Humanidade.
Podem confiar em mim. De outro modo, como disse, de nada serve tirar o dinheiro dos bancos, porque vocês não podem comer o dinheiro. Então, quando digo: «dêem-se prazer», isso quer dizer se estourar, ainda uma vez, mas se você tem, por exemplo, vontade de ter um automóvel de tal cor, por que não, se isso lhe dá prazer ao Coração? Por que continuar a fazer o que os sobrecarrega (pesa)? Por que continuar a ser algo em que vai pensar, por exemplo: «eu coloco o dinheiro de lado para meus filhinhos» ou «eu coloco o dinheiro de lado para meus herdeiros» ? Mas esta decisão lhes pertence, não sou eu quem vai lhes dizer: precisa parar seu trabalho, precisa parar isso, precisa parar aquilo. Se sua crença e sua convicção está no fato de acumular dinheiro, então, grande bem lhe faz e verá que terá acumulado ameixas e, ainda, sou gentil, caroços de ameixas.
O.M. AÏVANHOV – 21 de novembro de 2009

Questão: o dinheiro como nós o conhecemos vai permanecer um meio de trocas?
Durante um primeiro tempo, sim.
Mas não se iludam, sua trama econômica já está destruída.
De momento, o que chamam de nota tem um valor de trocas.
Em pouco tempo valerá apenas o peso do papel.
Mas aquilo não deve preocupá-los além medida porque não haverá mais muito a trocar.
MIGUEL – 22 de janeiro de 2009

Questão: o dia em que não teríamos mais necessidade de dinheiro está próximo ou distante?
A questão tem dois gumes.
Vocês assistem, como eu lhes anunciei já desde vários anos, com as noções do tempo que, há ainda três ou quatro anos, não seriam tão fiáveis como agora porque, como lhes disse o Arcanjo, vocês passaram de um governo humano para um governo espiritual. E essa passagem de um tempo humano se acompanha também de uma passagem para um tempo espiritual. O que explica que o Arcanjo possa lhes dar reuniões em hora fixa, mesmo se ele se engane ainda nos dias, porque ele não conhece os dias. É difícil, nós bem dizemos a ele e lhe sopramos pelas costas que ele se coloque completamente, mas ele não compreende.
Ele fala, aliás, de dia, quando ele quer falar de seus dias e de suas noites, porque ele não compreende a diferença dia / noite.
Não é grave.

O que eu quero dizer com isso, o dinheiro, os valores do antigo mundo estão se desabando sob seus olhos. Seria preciso verdadeiramente ser um avestruz, ter a cabeça no fundo do buraco, dez metros sob a terra, para não ver o que acontece, não é? Vocês estão todos conscientes disso, que vocês estejam no caminho de ascensão ou não.

Apenas os avestruzes é que recusam ver o que acontece, não é?
Então, o que acontece é uma realidade e, como diziam os índios (os índios diziam coisas interessantes) ao homem branco: «o dia em que vocês tiverem abatido todas as árvores, o dia em que tiverem pescado todos os peixes, o dia em que tiverem matado todas as caças, o dia em que tiverem comido e destruído todos os grãos, vocês se aperceberão que o dinheiro não alimenta.
É tão simples e tão prosaico isso, mas é a realidade.
É para quando?
Mas é para muito em breve!
Vocês estão neste período.
Agora, eu não posso lhes dizer: «é amanhã», mas, em todo caso, não será em um ano.
O.M. AÏVANHOV – 9 de maio de 2009

Os meios de troca tecnológicas que vocês chamaram de dinheiro no sentido de compra, propriedade, venda, não podem simplesmente mais existir em quinta dimensão, qualquer que seja o modo de manifestação, porque a criação é instantânea e não depende de um poder qualquer mas antes de uma realidade comum.
INTRA-TERRA - 12 de agosto de 2007

Questão: recuperar o poder sobre si supõe não mais colocar dinheiro no banco, parar os seguros etc.?
Há aí um problema que não é um problema.
O que você chama sua soberania e seu poder sobre si mesmo?
O que você chama recuperar seu poder?
Isto significa, obviamente, não mais dar seu poder a ninguém.
No que concerne a seu dinheiro, seu futuro, o que você é, entretanto, isto não pode se realizar num instante, salvo para alguns seres suficientemente tolos ou suficientemente despertos, isso depende. Entretanto, é o que está a caminho.
Você vai reencontrar sua soberania, a partir do momento em que os véus da Ilusão, em particular aqueles que são mantidos pelo dinheiro (esta energia específica que foi criada sobre esta Terra), a partir do momento em que o que você chama dinheiro, economia e finança, não existir simplesmente mais, você tomará realmente consciência do que você é, de maneira autêntica.
Vocês não têm o que se assustar, vocês não têm que ter medo disso, mas, bem ao contrário, vocês descobrirão que no momento em que isso acontecer, vocês se tornarão enfim seres livres e autônomos. Vocês não têm, entretanto que se adiantar, se isso lhes traz problema, no que está chegando.
Alguns seres o fizeram e se encontram liberados.
Outros o fizeram e estão ainda mais escravizados e aprisionados.
Cada caso é diferente. Entretanto, coletivamente, isto vem para vocês.
Vocês não têm que se assustar, vocês não têm que temer, mas, bem ao contrário, a esperar.
ANAEL - 25 de setembro de 2009


Trechos extraídos das mensagens do site http://www.autresdimensions.com
Traduzidas para o português por:
Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com e
Zulma Peixinho http://portaldosanjos.ning.com
Seleção e Edição: www.mestresascensos.com

http://minhamestria.blogspot.com/
http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails