((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

COLETÂNEA: VIDAS PASSADAS - AUTRES DIMENSIONS

COLETÂNEA: VIDAS PASSADAS - AUTRES DIMENSIONS



Questão: por que estive ao serviço do mal nas vidas passadas?
Então, cara amiga, o mal não existe.
O bem não existe. Existe apenas num nível da consciência, que é a consciência fragmentária da personalidade que está na Dualidade. Portanto, assim que você diz: «fui isso ou fui aquilo», você dá, aí também, peso e crença a isso.
A única coisa que é eterna é Você, no instante e em sua Unidade.
Todo o resto, como dizem os orientais, é apenas Maya e ilusório.
Mas, cara amiga, enquanto você estiver orientada em seu passado e em suas vidas passadas, você viverá apenas a destruição.

A Eternidade não se importa com suas vidas passadas, que são tão ilusórias como aquela que você vive. Portanto, enquanto procurar uma explicação para sua vida em seu passado ou projetando-se em seu futuro e aderindo ao que é chamada a reencarnação, você se afasta da felicidade e da Verdade.
Isso não pode ser de outro modo.

Questão: por que alguns se lembram de numerosas vidas anteriores, enquanto isso não é necessário para os processos em curso?
Mas, cara amiga, a lembrança da memória de vidas passadas está ligada à ativação do terceiro olho. Portanto, o terceiro olho desaparece.
Essa memória de vidas passadas é um peso suplementar.
Então, é claro, há alguns seres que vão se lembrar espontaneamente de todas as suas vidas.
Eu era desses.
Mas qual o interesse?

Então, é muito satisfatório para o ego poder explicar uma situação presente por um passado, mas é um perigo terrível. Quando o terceiro olho está aberto, vê-se desfilar rostos das vidas passadas e, depois, tem-se acesso a informações dessas vidas passadas, de modo completamente comum, sem ir buscar técnicas.
Mas tudo isso pertence a Maya (ilusão). Vocês são um Espírito, vocês não são esse corpo e vocês não são a experiência de suas encarnações. É o que dizia Buda: «quando você encontra os Siddhis, os poderes da alma, salve-se rapidamente».
AIVANHOV – 14/06/11

O Si é Livre, totalmente Livre.
Ele não pode ser afetado pela morte desse corpo.
Ele não pode ser afetado pelo desaparecimento do que quer que seja deste mundo, porque a Consciência que vive isso está estabelecida na Eternidade, e como o que é efêmero poderia atuar na Eternidade?

Deste modo, então, como nós dissemos, durante nossa vida, uns e outros: nós não somos este corpo, nós não somos esta limitação, nós não somos este sofrimento, nós não somos essas vidas passadas, nós sequer somos esta personalidade, que nós estamos hoje. Nós dissemos isso, não para fazer bonito, nós dissemos isso, não para exprimir uma Verdade a conquistar, mas, sim, como a Realidade do que vocês têm a viver, hoje, porque nós já a vivenciamos.
UM AMIGO – 19/11/11

Aqueles que ainda estão pensando em seus carmas, em suas feridas, vão perder o trem. O trem não vai esperá-los. Esqueçam tudo o que não é o instante presente.
Busquem o Reino dos Céus, que é agora, aqui, imediatamente, no instante, nesse sopro e nessa respiração. Todo o resto são apenas criações de seu ego que vai seduzi-los, dizendo-lhes que vocês são um ser espiritual, porque vocês prestam atenção ao que comem, porque prestam atenção no meditar nas boas horas, porque conhecem suas vidas passadas ou querem tratar o mal, as entidades etc.
Mas tudo isso é a Ilusão. Vocês nutrem as quimeras de suas Ilusões.
Agora, é livre a vocês. Se vocês querem continuar, vocês continuarão.
A Luz, a Verdade, o Espírito, o Amor Vibral não se importa, mas, então, que fazer de sua pequena pessoa?

Essa pequena pessoa, esse corpo, é um Templo.
O que é importante é o que está dentro, não é o Templo em si, uma vez que ele vai desaparecer. Quanto mais vocês penetrarem a Vibração (que vocês vivem nesse momento, que se amplifica dia a dia), mais vocês se tornarão essa Vibração, porque essa Vibração é a Consciência e é seu Corpo de Existência.
Todo o resto vai desaparecer.
Então, o que é que vocês querem?

Vocês querem prosseguir as quimeras ou vocês querem viver a Luz?
É o paradoxo do ser humano. Mas releiam os testemunhos de todos aqueles que, realmente, viveram essa fulgurância da Luz. O que aconteceu?
Todos os marcadores foram varridos.
Nada mais existe.
Tudo é novo.

Aí, hoje, será assim, mas não unicamente com o olhar da Consciência, mas nos fatos materiais e concretos da matéria, de suas vidas. Preparem-se.
Eu não posso dizer melhor. Nós dissemos, desde sempre: a Consciência é Vibração. Todo o resto não é a Consciência. Todo o resto não existe.
Então, depois, no caminho espiritual, é verdade que é muito apaixonante querer conhecer suas vidas passadas. É verdade que é apaixonante querer tratar das feridas da infância, no ventre da mamãe, de vidas passadas.
Mas terminou tudo isso.
Por que perder tempo?
Vocês não têm mais tempo.
O tempo acabou.


Questão: que fazer se restam traumatismos ligados ao passado?

É uma Ilusão.
Enquanto vocês não entram no Coração, enquanto vocês não aceitam que tudo isso não existe, vocês não poderão desembaraçar-se disso.
Se fosse há dez, há vinte anos, ou em minha vida, eu os teria engajado a trabalhar nisso.

Hoje, vocês não estão mais lá.
Por que é que vocês se interessam pelo que não existe?
Apenas existe a Luz, no instante presente. Se vocês pensam que têm feridas de suas vidas passadas, se pensam que têm feridas da sogra, disso, daquilo, vocês não estão no presente.
Vocês estão no passado, e o passado não existe.

Não existe qualquer Luz no passado, porque o passado não existe mais.
A única coisa que há é o instante presente. E, no instante presente não há feridas.
No instante presente não há carma, não há vidas passadas. É a Alma que vive as vidas passadas, não o Espírito, a menos que vocês queiram continuar, é claro, a percorrer os Mundos de 3D Unificada. Mas, o que eu exprimo esta noite concerne, sobretudo (e eu diria mesmo, exclusivamente), aos seres que, a priori, aqui presentes, esperam viver o Si, ou seja, a Unidade, o Amor Vibral e não construir, ainda, feridas do passado, reencarnações. Isso, é a satisfação do ego espiritual, nada mais.
Isso não existe.
AÏVANHOV – 26/10/11

Vocês são chamados a viver um estado de Fusão com a Consciência do Supramental. Descobrir o Supramental é descobrir espaços não tendo mais nada a ver, efetivamente, com a personalidade, com o que vocês conhecem de si mesmo, quaisquer que sejam os conhecimentos que vocês tenham (tanto desta vida, como do conjunto mesmo de suas vidas passadas, para aqueles que ali tiveram acesso).
Esse Conhecimento não é o conhecimento de seus mecanismos de funcionamento.
Esse Conhecimento não é o conhecimento de suas vidas passadas.
Esse Conhecimento é o Conhecimento arquetípico, íntimo e profundo, do Si.
E nada mais.
SRI AUROBINDO – 07/08/11

A Vibração, na realidade, da Luz Una, os faz compreender e aceitar que, quando vocês percorrem os Mundos Unificados (os Mundos da Liberdade), não pode existir qualquer laço de carne, qualquer laço de sangue e, aliás, aqueles que se colocam nas leis da reencarnação existentes nesta matriz, eles também perceberam que há laços particulares em suas vidas passadas, existentes entre pais e filhos. Esses laços são laços, muitas vezes, de reparação cármica, onde foi dito que um filho vai sempre encarnar-se em uma matriz materna onde existiu um problema específico: ou de violência, ou de morte, ou de assassinato.
De fato, as energias de ódio, manipuladas e exploradas, nesse mundo, em suas vidas passadas, vão ser “obrigadas” a solucionar-se pela encarnação, em uma matriz onde vocês têm uma “conta” a prestar e a resolver.

Então, evidentemente, no olhar exterior da personalidade, isso vai se chamar uma liberação do ‘engramacármico’, permitindo compreender os prós e os contras do porquê da escolha deste pai e desta mãe, permitindo-lhes libertarem-se de um laço que foi criado em um passado. Mas, libertar-se desse laço, no passado, não os liberta da matriz, mas vocês ali se instalam de forma ainda mais duradoura porque é impossível solucionar as consequências de todas as ações empreendidas nos tempos passados, na matriz.
SRI AUROBINDO – 08/07/11

Questão: feridas passadas do corpo físico podem atrapalhar a evolução em curso?
Bem amado, é importante considerar que todo trabalho de Luz vai colocar na Luz as zonas de Sombra, as zonas de Sombra situando-se não importa em qual escala do tempo, tanto nesta vida como, efetivamente, nas vidas passadas.
Agora, a identificação de suas vidas passadas, devido ao desenvolvimento da Luz atual, não é absolutamente uma necessidade, porque essas vidas passadas pertencem, de maneira tão certa como sua vida presente, à matriz e, portanto, à Ilusão.

Assim, portanto, ser afetado por reminiscências de vidas passadas, situa completa e totalmente o ser que vive isso sob uma influência de tipo chamado 3º olho, nada tendo a ver com o Coração. Assim, portanto, são frequentemente almas que têm necessidade de compreender e de apreender o que elas chamam a evolução. Mas, na Unidade, não há evolução, há identificação da Unidade e vivência da Unidade. Na Unidade não pode haver ressurgimento de qualquer vida passada, porque estas pertencem irremediavelmente à matriz. O fato de ser afetado, qualquer que seja o nível, pelo ressurgimento emocional ou memorial desse passado, apenas faz traduzir a dificuldade para tomar um caminho de Luz Unitária, fazendo com que a Consciência se dirija para uma Luz de tipo Dualitária, pertencendo necessariamente à iniciação chamada Luciferiana, em relação com o Bem e o Mal.

A iniciação da Luz Vibral estritamente nada tem a ver com o conhecimento exterior, mas é efetivamente um conhecimento Interior do Amor e exclusivamente do Amor. Tudo o que afasta da vivência e deste conhecimento do Amor, ainda que fosse através de suas próprias vidas passadas, é apenas o reflexo de uma ilusão que tem dificuldade a se dissipar. A Luz é Una e ela é Unitária.
Existem numerosas luzes e numerosos caminhos para chegar à Unidade.
Alguns de vocês, sobre esta Terra, percorrem caminhos de conhecimento.
O conhecimento da matriz não propicia jamais o conhecimento do que está para além da matriz. É justamente o desaparecimento do conhecimento da matriz queassinala a abertura do Conhecimento do que está para além da divisão.
Existe, portanto, nesse nível e em seu nível, a necessidade de fazer uma revolução Interior de paradigma, consistindo em transcender e superar a noção de Bem e de Mal.

Isso se junta à própria noção de identificação às suas próprias vidas passadas.
Do mesmo modo que, quando vocês encontram o instante presente e a dimensão do Coração, em Unidade, vocês sabem pertinentemente que habitam esta ilusão, mas que vocês não são esta ilusão. Do mesmo modo, quando as vidas passadas revelam-se a vocês, aí também, há todo um trabalho de renúncia a efetuar com relação a este próprio conhecimento. De fato, reativando e despolarizando o sistema do instante presente, despertando, de maneira fortuita ou de maneira desejada, este conhecimento de vidas passadas, há uma despolarização do conjunto do sistema para o passado, que afasta do instante presente.
O presente não é encontrado através da antecipação do futuro ou do conhecimento do passado. O presente é o instante presente, é totalmente independente de qualquer linearidade do tempo. Toda ilusão de numerosas buscas espirituais é ligada a esse contra-senso. Do mesmo modo que vocês não são esse corpo, do mesmo modo vocês não são essas vidas e, eu diria, ainda menos.
ANAEL – 12/03/11

Pergunta: nossas emoções inconscientes fazem parte de nosso lado Sombrio?

Bem Amada, a maior parte das emoções são conscientes, pois elas são uma reação a qualquer coisa. Mas existe, assim como aponta, as emoções mnemônicas ligadas às suas vidas passadas. Alguns dentre elas, como os fenômenos de aversão e medo, não encontram explicação suficiente na consciência da pessoa. Nesse caso, a ação da Luz será, também, de fazer desaparecer aquilo que pode ser chamado, como toda outra emoção, parte da Sombra.

Pergunta: sentir na revelação de emoções mais fortes, dores no coração, emoções ligadas às vidas passadas ou a um sentimento de abandono, faz parte dos mesmos processos?

Sim. Isso se trata, aí também, de retomadas, classificadas de emoções mnemônicas. Bem evidentemente, a ação da Luz será mais rápida que não terá luta consciente contra esse processo de manifestação. É isso que devem entender, vocês que estão no caminho de Luz, é que, no modo de funcionamento da personalidade, quando uma emoção deste tipo se manifesta, a personalidade vai procurar, literalmente, se livrar, pelas técnicas de acompanhamento, quaisquer que sejam, e, assim, a lutar contra.

O processo que eu discuto é profundamente diferente, pois se trata de uma iluminação das zonas de Sombra, e esta iluminação, ela mesma, pela ação da Luz, basta para fazer desaparecer essas partes de Sombra. Esta ação da Luz não tem nada a ver com a ação da própria personalidade. Num caso se tem o desejo, no outro caso se tem o Abandono. A dificuldade, eu diria, hoje, pelo que eu afirmo, é que o ser humano, em sua personalidade, tem a tendência de reagir a um sofrimento, a uma emoção, a um problema, pelo mental, pela razão, pela lógica. É, assim, uma ação pessoal da personalidade, ela mesma, em seu quadro de referência habitual e ordinário. Hoje, o que a Luz e a revelação da Luz propõe é totalmente diferente, pois esse processo de Realização da Luz sugere e impõe, finalmente, que não se tem mais a necessidade de reagir a uma Sombra, qualquer que seja, mas, sim, deixar a Luz agir pela dissolução completa. O princípio de ação não tem nada a ver com a ação da personalidade, ela mesma, no meio de seu quadro de referência habitual.
ANAEL – 19/02/11

Questão: por que, se o carma não existe mais, pode-se ter lembrança de vidas anteriores?

São as crenças.
Enquanto você não tiver vivido você mesmo, ainda que se diga que você foi isso ou aquilo, não creia. Ainda uma vez, as crenças. Que você tenha sido Nabucodonosor ou São João ou Judas, não tem qualquer espécie de importância.
Querer explicar o que você é, hoje, ou suas dificuldades com relação ao passado, é uma crença. Salvo se você mesmo o vive, sozinho, e não com técnicas ou pessoas que vão dizer: “você foi isso ou foi aquilo”. As vidas passadas pertencem à matriz, sem exceção. O Cristo bem disse: «Eu vim suprimir a ação/reação. Eu vim colocar e realizar a ação de Graça», o que nada tem a ver com a ação/reação.

Vocês confundem, ao nível do humano (e nós todos confundimos).
Eu deixo cair uma maçã, ela cai: ação/reação. Mas, vocês acreditam que o Espírito humano funciona assim? É, aí também, uma crença.
Vocês devem se desembaraçar de todas as crenças.
Querer explicar o presente pelo passado é uma heresia.
Vocês são o resultado do passado enquanto vocês crêem nisso.
Encontrar a Existência e a Vibração do Coração é se liberar do passado e do futuro.

É penetrar no aqui e agora.
Se vocês fossem capazes de parar o tempo, apenas por um minuto, inteiramente, vocês viveriam a iluminação imediata. É uma crença que os faz crer que vocês são o resultado de seu passado. Vocês não são o resultado de seu passado, vocês não são os filhos de seus pais, seus filhos não são seus filhos.

Tudo o que vocês acreditam deve ser desconstruído.
Se vocês não querem desconstruir, a Luz o desconstruirá por vocês.
É preciso voltar a ser como uma criança, quer dizer, simples.
Vocês apenas devem crer na Vibração e em sua Consciência.
A única Verdade está no Coração, em nenhum outro lugar.
E é urgente, mas mais do que urgente, ir dentro do seu Coração.
Mas, ainda uma vez, enquanto vocês não tiverem penetrado a Vibração do Coração, enquanto não tiverem vivido a Existência, tudo isso permanece apenas como palavras e crenças, também. A Verdade os libertará, mas é preciso ir para a Verdade e a Verdade não está jamais na cabeça, nem nos dados históricos.
AÏVANHOV – O SERVIR E O SERVIÇO

Questão: tive a visão de um rosto meio felino, meio homem, durante a sessão de alinhamento.
Então, frequentemente isso corresponde, nesses espaços de alinhamento precisos, à percepção real e não ilusória do 3º olho, de uma ou de várias de suas linhagens.
Alguns vão ver, por exemplo, desfilar, nesse processo de alinhamento, sem querer necessariamente trabalhar no 3º olho, rostos que vão desfilar. São rostos que vocês tiveram em suas vidas passadas. Agora, se desfila uma imagem de estrutura leonina, uma estrutura delfinóide, é que uma de suas linhagens corresponde a isso.
AÏVANHOV – 28/03/11

Questão: a quê corresponde a visão de círculos cortados por linhas?

Ao entrelaçamento do Triângulo Luciferiano e da Visão Unitária.
Do mesmo modo que alguns seres são capazes de perceber, e isso desde muito tempo, ao nível da Ilusão Luciferiana, rostos que podem desfilar, nada mais sendo do que os próprios rostos que vocês tiveram em suas vidas passadas.
Isso pertence à matriz e, portanto, à Ilusão chamada Luciferiana.
A superação das cores arredondadas (não vou descrevê-las), correspondentes às diferentes fases da abertura do 3º olho ao nível Luciferiano, pode desembocar, a um dado momento, no sub-plano causal da abertura do 3º olho, no que é chamada a visão de suas vidas passadas.

Essas visões podem ser extremamente ricas, por vezes mais pobres, limitando-se a rostos que desfilam. Quando vocês cruzam a etapa causal e chegam ao plano chamado budista ou átmico, vocês saem da Ilusão Luciferiana e, naquele momento, revelam-se formas geométricas. Existe, por vezes, uma abertura concomitante e simultânea, sempre presente ao nível da Ilusão Luciferiana, sobrepondo-se, de algum modo, à Coroa Radiante da Cabeça.
Naquele momento podem apresentar-se rostos e formas geométricas.
UM AMIGO – 08/04/11

O estado de Turiya não é um estado de indiferença.
É, ao contrário, um estado de lucidez total da ilusão na qual o holograma do corpo está inserido. O holograma da consciência se descobre realmente holograma e não é mais, portanto, limitado a esse corpo ou a essa vida.
Isso supera amplamente a reminiscência das vidas passadas que podem aparecer quando da iniciação Luciferiana que revela a memória de suas vidas passadas.
Não é mesmo mais questão, noTuriya, de ter essas memórias presentes ou ativas.
ANAEL – 09/04/11

A reminiscência de suas vidas passadas, o acesso às suas vidas passadas, a reivindicação de um papel nesse mundo, como líder ou como ser desperto, é uma armadilha importante do ego porque, como havia dito em sua vida o Mestre Philippe, é sendo nada aqui, absolutamente nada, que vocês são tudo em outro lugar.
Mas, se vocês são algo aqui, como podem ser algo e tudo em outro lugar?

É impossível.
Em outros termos (e espero que essas algumas palavras falem a vocês), enquanto vocês creem possuir a Luz, é o ego que os possui. A Luz os possuirá e os liberará, a partir do instante em que vocês nada mais forem aqui. Em outras palavras (e em sua terminologia Ocidental), isso se chama a humildade e a simplicidade.
Isso não é uma vã palavra. Não é um vão conceito, mas é a estrita verdade.
IRMÃO K – 03/07/11


Trechos extraídos das mensagens do site
http://www.autresdimensions.com
Traduzidas para o português por:
Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com e
Zulma Peixinho http://portaldosanjos.ning.com
Seleção e Edição: Beth Rodrigues

http://minhamestria.blogspot.com
http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails