((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

sábado, 6 de agosto de 2011

DOIS NIBIRUS - AÏVANHOV X CIENTISTAS DE 3D

DOIS NIBIRUS - AIVANHOV



Olá Thaís e Anthonio!

Olhem só, encontrei este material, nos meus guardados, que comprovam o que Aïvanhov e Anael falam. A matéria está abaixo, a fonte está no fim.

Rosa

***

Aïvanhov 13-02-11

O primeiro impulso de supernova de Betelgeuse ocorreu muito precisamente em 15 de agosto do ano 2009, no momento em que a Embarcação dos Annunakis, chamada Nibiru, foi caçada e banida aos confins desse sistema solar. Obviamente que Betelgeuse é a Luz que volta.

Aïvanhov 21-11-10
O que era essa embarcação dos Annunakis? É uma embarcação metálica de um tamanho considerável, bem maior do que a Terra, que estava em órbita ao redor de Nemesis/Hercólubus e que, devido à aproximação de Hercólubus, provocava, por sua rotação e pela passagem na «proximidade» da Terra, um reforço do que se chamam as forças gravitacionais, nas quais vocês estão fechados.

Aïvanhov 21-11-10
No mês de agosto de 2009, quando houve a entrega das chaves Metatrônicas houve, ao mesmo tempo, uma irradiação Gama, que foi focalizada (é a palavra exata) e condensada, dirigida diretamente sobre essa Embarcação, que estava em aproximação e que foi, então, vetada para bem mais longe, do outro lado, se querem, de onde ela orbitava. O que quer dizer que jamais as forças de compressão gravitacional se reproduzirão neste planeta. Desde aquele dia, desde o mês de agosto de 2009, a Luz se estabelece sobre esta Terra.

Anael 12-06-10
Este planeta não é um planeta, mas uma Embarcação de forma esférica, que permitiu a instalação de forças gravitacionais limitantes e aprisionantes desse mundo, como dentro de 90 outros mundos que foram privados de sua Unidade. (Nota MM: Segundo Maria, são os envelopes isolantes. Conforme já abordamos em alguns textos e podcasts, trata-se das "falsas" proteções chamadas: Ionosfera, Heliosfera e Magnetosfera. Este isolamento tinha como objetivo isolar este planeta das energias dos raios gama e ultravioleta emanados pelo Sol e o centro da galáxia.) Essa Embarcação foi, desde o ano passado, desviada de sua rota. Existe, em outra parte, uma outra Embarcação, de Luz desta vez, autêntica e Vibral, chamada ela também Nibiru.

Existem portanto dois Nibiru profundamente distintos. Isso não é de nosso feito mas saibam, e assim como o vêem nesse mundo, os falsificadores gostam muito de se servir de tudo o que existia para invertê-lo. Assim o foi nas religiões e nas Crenças no papel de Cristo, que foram estabelecidas por essas elites que quiseram dominá-los e que os dominam ainda um pouco. Existem, portanto, dois Neberu ou Nibiru, existe um só Hercólubus. Não há qualquer laço ou qualquer relação direta entre Hercólubus, Nibiru e Neberu.

***

Mistérios da Astrofísica

19/08/2009

Impressionante! Sem dúvida, a artificialidade dos objetos demonstrada.

As fotos são as mesmas e coincidem.


Coincidência dos objetos em LASCO C3 e a foto do alvorecer nas Baleares.

a) Uma explicação alternativa, de forma convincente, exceto a parte que indica que é o SOHO (satélite artificial) que gira ao detectar o objeto, e não o objeto. Também poderia ser (confiabilidade de 40%).

b) Uma foto muito curiosa.

Curiosa foto apareceu hoje em um diário de notícia.
c) A foto de LASCO C2 hoje.


Bom, antes de mais nada, agradeço pela atenção. Sabemos que o artigo de anteontem gerou muita expectativa e aqui vem as explicações prometidas.

Antes de mais nada, queremos deixar claro que somos cientistas. Céticos por natureza, mas com a mente aberta. E quem sabe este último, é o que faz falta agora. As evidências estão aí, e não é algo que alguém pode negar. Não deixam de ser imagens captadas pela própria NASA. Reafirmo isso, porque pegou todos os membros de surpresa com um evento deste calibre. Primeiro mostraremos as evidências, as analizaremos e logo virão as conclusões.

Desde o princípio deste blog, vimos comentando que nosso sistema solar é binário. Uma anã marrom vem sendo a companheira do nosso Sol, em uma órbita muito elíptica, e portanto, muito prolongada no tempo. Isto é o que provoca as alterações na nuvem Oort, nas órbitas dos planetas externos e o ligeiro movimento de nosso Sol.

Esta anã marrom, têm seus próprios satélites e um dos mesmos, tem uma órbita aleijada da mesma. Esta órbita entra em nosso sitema solar.

Centralizaremos neste objeto.
O que sabemos até agora é que tem um diâmetro de uns 3.000 kms, e sua composição é muito metálica e sua velocidade é extremamente alta. Uns 200.000 kms/h. Isto, o converte em um planeta/cometa.

A órbita deste objeto tem distintas fases, dependendo da posição da anã marrom que ela orbita. A anã marrom se adentra mais no sistema solar a cada uma de suas voltas. E ao redor desta, existe um ponto crítico que chamaremos assim, porque uma vez atravessado esse ponto, corre o risco de que o objeto fique preso na gravidade do sistema solar.

Segundo nossos cálculos, este ponto está entre às 20 e 25 UA do sol.

Até aqui o pequeno resumo da situação que irá se ampliando nos dias sucessivos, com fórmulas, cálculos e explicações mais detalhadas.

Passemos agora as imágens de anteontem mostradas por LASCO 3 e os satélites Stereo. A análise do objeto em LASCO 3.

Este é o nosso famoso planeta/cometa, passando a umas 20-25 UA do sol. Na zona da anômala que já havíamos reportado.

O curioso desta foto é a “rota” que segue, que nos deixou perplexos. É como se voltasse com seus próprios passos. Aparentemente incompreensível, fisicamente falando. Isso nos leva as imagens do Stereo.


Isto também nos deixa estupefatos, porque podemos dizer a ciência o que não é. Não são cometas, não são estrelas, não são quaisquer objetos que temos analizado antes no espaço exterior. E o mais chamativo, tem uma ordem lógica em linha de três, rodeando o sol. E isto, uma hora mais tarde que o nosso planeta/cometa tivesse passado o ponto crítico de possível retorno, entrando no nosso sistema solar.

Mas aqui não se acabaram as surpresas para a equipe. Pouco antes do objeto retroceder, aconteceu isso.


E isso nos trouxe a memória outro evento que havíamos visto previamente em julho.


Isto sim sabemos o que é. Um feixe de prótons de uma potência desmensurada, 10^30, sensivelmente descomunal.

O que provocou este feixe foi isso.

E vendo o alinhamento e calculando as posições, esse feixe impactou em nosso planeta/cometa, devolvendo a uma órbita de sua anã marrom a umas 35 UA do sol, casualmente fora desse ponto crítico. Temos exposto os dados, agora que cada um julgue o que viu. Todas as fotos foram tiradas da base de dados da NASA. E é algo que pode ser visto por vocês.

Antes de chegar a conclusão sobre o acontecido anteontem, decidimos que estamos abertos a qualquer explicação plausível deste fenômeno, que nos deixou de boca aberta, e certamente, tivemos que fechar. Somos céticos de mente aberta, e os fatos, buscamos explicações para eles.

Agora entramos na parte das conclusões pessoais da equipe.
A conclusão, é que, algo com inteligência, desviou de sua órbita o objeto, com um feixe de prótons de 10^38 prótons/seg, durante meia hora de exposição. E que encontramos com o primeiro feito demonstrado científicamente de que não estamos sozinhos no universo.

Fora tudo isso, há outra coisa que nos chama a atenção. São os crop circles, os círculos da colheita. Durante toda investigação que vínhamos realizando, se deram paralelismos claros nos mesmos. Isto eu ponho a parte, porque há que ter um mínimo de imaginação, e sendo sinceros, jamais daríamos conta se não houvessem esses paralelismos, graças aos leitores que nos fizeram chegar, já que nós não tínhamos olhado.


Correspondência com imagens stereo do dia 11 de agosto, confirma padrão binário e pertubação em sagitário.

O Crop Circle acima exposto, confirma a verificação instantânea da imagem do Stereo B Cor2, de 11 de agosto, e põe de relevo o padrão de balanço binário, conforme foi descrito na folha de trabalho número IV.


Imagem do dia 16 que aparece às 4:05 da manhã, exatamente a mesma hora em que se verifica a foto do Stereo do dia 16.

Curiosamente, este é o único Crop Circle que foi feito em 16 de agosto e destruído em 17 de agosto.

Olhem como destroem!


E feixe de prótons?

Sabemos que este artigo gerará polêmicas. Mas só nos baseamos nos fatos. Também sabemos que muitos sites nos crucificarão. Os respeitamos. Fazemos ciência como sempre fizemos. E isto também escapa de nossa compreensão. Mas os dados e as evidências estão alí. Não podemos fazer mais do que estamos fazendo. Contar a verdade sobre um fato, que nenhuma ciência oficial contará. Nós fazemos, ou ninguém fará. Foi um rigoroso trabalho em equipe.

Neste momento o objeto já voltou a sua órbita natural, e outra vez voltará a orbitar a anã marrom, a 200.000 km/hora, distanciando- se provisoriamente de nós até junho de 2011, data em que ele voltará a cruzar o umbral das 25 UA. Agora nós nos livramos, mas sabemos que no futuro, voltará a entrar.


Trânsito orbital em junho de 2011.

Fonte:
http://starviewer.wordpress.com/2009/08/18/informe-sobre-lo-acontecido-ayer/

http://minhamestria.blogspot.com
http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails