((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

NOTÍCIAS DE TERESÓPOLIS: TERIA SIDO SÓ A CHUVA? - MARTIUS DE OLIVEIRA

noticias teresopolis - teria sido a chuva...


Anthonio,

Que bom você ter deixado o telefone. Eu estive trabalhando nas equipes de Terra e ontem passei o dia inteiro em missão de resgate aéreo. Fui a vários lugares duramente atingidos e em duas localidades fomos a primeira equipe a chegar nesses sete dias. Estou registrando mais informações e experiências do que estou conseguindo processar.

Tirei várias fotos aéreas e não tirei mais nos locais muito afetados em respeito as pessoas em condições precárias de vestimenta e desesperadas pedindo ajuda. A tragédia teve uma proporção gigantesca, muito maior do que eu imaginava. Muitos dos desabrigados em regiões remotas disseram acordar com cachorros latindo e a terra tremendo. Saíram de casa às pressas debaixo de chuva torrencial, mas me relataram que as chuvas não foram tão acima de uma tempestade de verão como relata a mídia. Logo em seguida uma avalanche de lama e pedras enormes descia pelas enconstas destruindo tudo pela frente.

Depois do incidente, mesmo chovendo muito forte não houve novos deslizamentos. De helicóptero a gente vê uma faixa de uns 120 km de extensão por uns dois km de largura seguindo uma linha meio sinuosa. Em um morro na faixa, havia por exemplo, 6 ou 7 deslizamentos, desnudando praticamente toda a topografia e dois morros ao lado, tudo estava intacto, sem NENHUM deslizamento, como se nada houvesse ocorrido. Sobrevoei também áreas de mata atlântica nativa com árvores centenárias que se espraivam por quilômetros nesta faixa, e ela estava totalmente destruída, era impressionante.

Ao passar por esses locais desertos e sem ocupação humana me perguntava onde estaria a tal "tragédia anunciada", já que a mata estava até então totalmente preservada. Havia topos de montanhas pedregosos como o Dedo de Deus, e cujo padrão de deslizamento se inciava no cume. Para que as pedras rolassem de lá só poderia haver uma explicação - tire as suas conclusões. Vários amigos do meu pai haviam relatado sentir pequenos abalos ao longo da terça-feira passada. Houve algo maior, bem maior meu amigo, do que uma grande enxurrada... depois eu escrevo tudo em maiores detalhes.

Um forte abraço a todos do MM.

Martius de Oliveira


Anthonio: Convido a todos para ler os comentários, são muito importantes, sobretudo, o comentário da Magali Paz que é moradora de Teresópolis.


http://minhamestria.blogspot.com

Um comentário:

  1. Sou testemunha do fenômeno ocorrido na região, por morar em Campo do Coelho, Nova Friburgo.
    Tenho a certeza de que NÃO foi um evento natural!
    Assisti a descargas elétricas com 2 segundos de diferença e estrondos violentos junto com as trovoadas, como se fossem bombas, tremendo o chão.
    Precipitação pluviométrica absurda!
    Ás 5h30min, como num passe de mágica, tudo acabou repentinamente.
    As marcas nas montanhas não eram de desabamentos simples. Pareciam marcas de bombardeios. Tenho fotos dessas marcas.
    Ao clarear o dia, a elevação do vapor do solo foi intensa. Parecia que a terra estava fervendo. Ora, se a chuva caiu de madrugada, e não havia sol, como poderia haver tanto vapor saindo do chão?
    Veio à minha mente a HAARP.
    Conhecem este programa? Depois da bomba atômica, é a mais perversa arma de destruição em massa sendo manipulada por seres que querem dominar o clima e o mundo.
    Não vou me estender. Pesquisem na internet:HAARP.
    Volto a repetir - HAARP!
    A humanidade está prestes a ser extinta.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails