((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

quarta-feira, 23 de março de 2011

UM AMIGO – 20-03-2011 - AUTRES DIMENSIONS - 1ª PARTE

Um amigo - 20-03-2011 - autres dimensions - 1º parte


Eu sou UM AMIGO.
De meu Coração ao seu Coração, que a Paz, o Amor, a Luz e a Alegria estejam em vocês.

Irmãos e Irmãs na humanidade, eu venho a vocês a fim de entrar em algo de eminentemente prático e concernente ao período que vocês começam a atravessar.

Eu venho exprimir certo número de elementos extremamente simples, permitindo-lhes, através da Consciência, da energia, da Vibração, saber como Ser e manifestar sua Presença Unitária na dualidade, no choque da humanidade e nas perturbações em curso, atualmente sobre esta Terra.

A Consciência está para além do papel que lhe foi atribuído na limitação desse corpo que vocês emprestam, que os faz, no entanto dizer que vocês são o que vocês vivem, que os faz no entanto dizer que vocês são esse corpo.

Existe um meio extremamente importante, que faz a ligação entre a Consciência Ilimitada (que eu chamaria Unitária) e a consciência fragmentada (que eu chamaria dualitária).

Essa ligação é seu corpo.

Qualquer que seja o estado desse corpo, há meios extremamente simples de aceder, através desse corpo, a estados Unitários que lhes permitirão, em toda Consciência e em toda lucidez, transcender e superar alguns condicionamentos e algumas etapas do que se vive atualmente sobre a Terra.

Então, a Consciência Unitária é algo que está para além da Ilusão desse mundo.

Em minha vida eu manifestei, experimentei e conscientizei a Consciência Unitária, ao longo de minha vida, o que me permitiu, quaisquer que fossem as afecções que portou meu corpo, quaisquer que fossem a provas inerentes à encarnação, superar e transcender as condições limitantes da Dualidade.

Hoje, com a Luz derramando-se nesse mundo, é-lhes permitido, a vocês também, com muito mais facilidade do que em minha época, realizar esta Consciência Unitária.

Inúmeros de vocês, através de Vibrações e de diferentes protocolos do Yoga da Unidade, da Verdade e da Luz, que eu lhes comuniquei (ndr: incluídos na rubrica «protocolos»), tornaram-se aptos a viver esses estados, por intermitências, por flashes ou de maneira mais progressiva e contínua.

Nos tempos atuais que atravessa a Terra, o que lhes dei vai lhes permitir, de algum modo, extraírem-se, ao mesmo tempo estando presentes na superfície desse mundo, de algumas condições inerentes ao que vocês vivem, uns e outros, e o conjunto do planeta.

Assim, portanto, os elementos que vocês poderão aplicar ao nível desse corpo são, portanto, destinados a modificar seu estado de Consciência e a fazê-los escapar de certo número de funcionamentos ligados à Dualidade, em primeiro lugar dos quais se encontram a ação/reação, a atividade do mental e as emoções que vêm, literalmente, reprimir e impedir a Consciência Unitária de se manifestar.

Assim, portanto, através de meios extremamente simples, ser-lhes-á possível, a título individual, se vocês respeitam esses alguns elementos que vou lhes dar, participarem da Consciência Unitária em curso de instalação e escaparem à consciência fragmentada ou dualitária.

A consciência dualitária exprime-se na fragmentação e na dissociação.
Ela os isola e os fecha nesse corpo, nas reações, em suas emoções, em sua história.

A Consciência Unitária os faz transcender o espaço e o tempo desta Dimensão e os faz aceder a estados em que a Consciência não está mais separada do que quer que seja.

Ela os faz fusionar com o Universo, com a Luz e com o conjunto de outras consciências, mesmo se estas permaneçam fragmentárias.

Assim, através de algumas técnicas utilizando o corpo, a consciência, a respiração, a energia e a Vibração, ser-lhes-á permitido, nos tempos que se instalam, escapar a algumas formas de condicionamentos da consciência fragmentária, que é a sua, em suas atividades quotidianas.

Assim, portanto, não é mais tempo agora de isolarem-se em processos meditativos e de alinhamentos Interiores, exclusivamente, mas manifestarem esta Consciência Unitária mesmo na Dualidade, mesmo em meio às forças que vão se implementar, atualmente, sobre esta Terra.

Para isso, retenham que a Consciência é Vibração.
Retenham que a ligação entre a Consciência e a Vibração é a respiração.
Retenham que existe certo número de energias e de Consciências Vibratórias que vocês podem perceber ao nível de seu corpo e que é capaz de fazê-los escapar às reações inerentes a algumas ações efetuadas por aqueles que vivem e que evoluem na consciência fragmentária.

Isso não é destinado a fazê-los fugir, de qualquer maneira, da encarnação, mas efetivamente fazê-los transcender alguns estados que serão induzidos, eu diria, de maneira inegável, pelo que acontece atualmente sobre esta Terra.

Retenham que, para além dos espaços de alinhamentos que lhes foram propostos, em horas fixas (ndr: de 19h às 19h30, hora francesa no relógio – os detalhes estão incluídos na rubrica «protocolos/protocolos prioritários), que vocês podem efetuar, cada um em seu lugar, em seu canto, em seu ser Interior, existem meios extremamente simples, sobretudo diante do afluxo da Luz, que lhes permitirão, se vocês o desejam, escapar às reações inerentes ao que seus olhos verão, ao que seus corpos viverão, ao mesmo tempo mantendo uma Integridade e uma Ética totais.

Em primeiro lugar deles encontra-se a respiração.
Tomem por hábito ancorar sua respiração.
Tomem por hábito estarem conscientes e lúcidos de sua respiração.

Não é por acaso que na tradição oriental algumas técnicas de yoga, chamadas Pranayama ou outras formas de yoga insistiram nessas técnicas respiratórias.

Não lhes é solicitado, necessariamente, adotar tal ou tal técnica, mas tornarem-se lúcidos e conscientes de sua respiração.
Porque, quando a Consciência se atém na respiração, instantaneamente vocês liberam, pela respiração e a Consciência levada, certo número de estados chamado emocional ou mental e que chamam sua consciência fragmentária a reagir na urgência, no instante, a um estímulo exterior, arrastando-os por vezes para bem longe da Unidade.

Assim, portanto, quaisquer que sejam os eventos que ocorram em sua vida, que ocorram ao nível do que vocês chamam suas mídias, suas informações, quaisquer que sejam os eventos que se desenrolem na superfície deste planeta (vindos do Céu, da Terra, de zonas ou de outras coisas), o mais importante é centrar sua consciência em sua respiração.
Porque a respiração, quando ela se faz de maneira consciente e lúcida, vai limitar o que é chamado o estresse, o que são chamadas as modificações de equilíbrio, inerentes à modificação do equilíbrio da Dualidade.

O que chega, nesse momento mesmo sobre sua Terra, é destinado a fortificar sua capacidade para entrar em Unidade, mesmo nesta Dimensão.

A primeira ferramenta é, portanto, assim que vocês sintam, assim que vocês percebam um mínimo desequilíbrio, adotar a respiração consciente.
Esta respiração consciente deverá se fazer também, se vocês têm a escolha e a possibilidade, pelo nariz, boca entreaberta, permitindo, naquele momento, como vocês já sabem, colocar entre vocês e o mundo (e a Ilusão, se preferem) uma camada de partículas Adamantinas, não destinada a isolá-los do que acontece, mas, bem mais, para reforçar seu estado Interior, seu estado de Unidade, sua experiência da Unidade, a fim de escapar aos condicionamentos da Dualidade, manifestando-se de modo exacerbado, doravante, sobre esse mundo.

Assim, portanto, centrar-se na respiração, desta maneira, permitir-lhes-á, independentemente de qualquer forma de yoga elaborada, isolá-los não do mundo, mas de suas próprias reações e de seus próprios condicionamentos Interiores, ligados à estimulação exterior que vocês observarão, verão ou mesmo sentirão.

Certo número de forças em presença, ao nível da Terra, estão atualmente no trabalho.
Existem, em definitivo, unicamente duas forças (que podem se resumir nessas duas forças, em todo o caso).

A primeira dessas forças está ligada à Luz Adamantina.
Ela tem por nome Luz Unitária, Consciência Unitária.

A segunda força é aquela da oposição, da confrontação, da violência, da guerra e do medo.

Cabe a vocês saberem em qual energia e em qual Consciência vocês querem participar.

Agora, não é suficiente simplesmente afirmar isso, porque isso não bastará.
Vocês deverão implementar, em vocês, técnicas (em primeiro lugar a respiração) que lhes permitirão desacoplarem-se de suas próprias reações, quaisquer que sejam.
Que essas reações refiram-se ao seu ambiente próximo, ao ambiente planetário, isso lhes permitirá, num primeiro tempo, diferir uma reação de natureza emocional ou mental que poderia arrastá-los, em algumas situações, para extremamente longe de sua Unidade, nas leis da Dualidade.

Para isso, o que quer que advenha sobre esse mundo, o que quer que advenha em sua vida, encontrem os instantes e os momentos para recentrarem-se pela respiração.
Tornando-se simplesmente lúcidos de sua respiração, ancorando seu sopro.

Mesmo se vocês não são capazes de ancorá-la na pélvis ou no ventre, simplesmente a consciência levada à sua própria respiração pelo nariz permitir-lhes-á alinharem-se e escaparem a esta reação imediata, procedente da modificação de seu ambiente próximo ou distante.
Essa é uma primeira etapa.

Ela deveria permitir, num primeiro tempo, dissociá-los de suas próprias reações e não entrarem, vocês mesmos, nas reações extremamente prejudiciais para sua Unidade.
Isso lhes permitirá, num segundo tempo, ver mais claramente as situações que se apresentam a vocês.

Isso participa, incontestavelmente, do Abandono à Luz porque, respirando e portando sua consciência na respiração vocês permitirão à sua consciência e ao seu corpo absorverem partículas Adamantinas em grande número, que são onipresentes e que lhes permitirão então se deixarem trespassar, não pela Ilusão e a Dualidade, mas pela Luz da Verdade, permitindo-lhes então adotarem estratégias comportamentais ligadas à Unidade e à Luz.

Isso lhes permitirá também, por outro lado, estarem inteiramente receptivos aos impulsos da alma que os conduzirão a tomarem algumas decisões em suas vidas, que não serão imediatas, mas que, entretanto, serão rápidas e não se farão sob a influência da reação, mas, bem mais, da reação da Luz, chamada pró-ação.

Nisso vocês escaparão, portanto, de maneira imediata, às suas próprias reações emocionais e aos seus próprios comportamentos ditados por seu mental, mas que não vêm da alma e ainda menos do Espírito, adotando essas técnicas respiratórias e guardando no espírito que, se vocês adotam isso, vocês escaparão, na maior parte das situações que encontrarem, de sua própria Dualidade.
Essa é a primeira etapa.

Agora, em outra oitava onde o silêncio mental, o silêncio das emoções não consegue se fazer, vocês têm sempre a possibilidade de realinharem-se, ao mesmo tempo conservando a respiração, no OD-ER-IM-IS-AL.

O outro ponto importante, essencial e capital, é que, onde se leva sua Atenção, onde se leva sua Intenção, leva-se sua consciência e, portanto, sua Vibração.

Alguns seres são perfeitamente capazes de suportar, devido ao acesso à Unidade, imagens dualitárias (imagens de catástrofes, imagens que poderiam ser chocantes para alguns) sem, contudo, sentirem-se implicados, nem ao nível da consciência, nem ao nível Vibratório, simplesmente porque há um acesso à Unidade, espontâneo, que se faz naqueles seres.

Isso não concerne à maioria dos seres humanos, bem ao contrário.
A maioria dos seres humanos estará sujeita a certo número de estímulos exteriores, vindo perturbar o equilíbrio Interior.

O ser humano, devido à sua constituição, tem tendência a buscar as situações repetitivas, as situações de segurança, ativas ou passivas.
Isso se traduz em todos os seus comportamentos.

Eu tomo exemplos extremamente simples: fechar seu carro à chave, verificar se o gás está fechado, verificar se fecharam sua porta de entrada.
Todas essas condutas são, de algum modo, ditadas pelas leis de ação/reação.
Frente a algumas situações novas, o ser humano tem tendência a repetir esses comportamentos.
Hoje, vocês devem escapar a isso.

Será, portanto, indispensável, além da respiração e frente a algumas circunstâncias de seu ambiente, ser capaz de adaptar-se, não mais como reação mental ou comportamento já presente, mas frente a um impulso da alma ou do Espírito, permitindo-lhes então escapar aos seus próprios condicionamentos.

Isso poderá se fazer em um instante.
É necessário, para isso, estarem lúcidos sobre seus próprios limites e suas próprias capacidades de observação do mundo exterior.

Alguns seres, em função de seu acesso à Unidade, são totalmente capazes de observar o que vocês chamariam, com um olhar dissociado, uma catástrofe próxima ou distante sem ai estarem implicados de maneira alguma.
Na maior parte das vezes esse não é o caso.

Inúmeros seres humanos não podem distanciar-se e separar-se do que é observado, quer dizer, do que é levado à Atenção, à Intenção.

As forças ditas opostas à Luz jogam exclusivamente nesse princípio de reação para manter a Ilusão.

Cabe-lhes, portanto, frente a uma reação desse gênero, ser capaz de não mais levar sua Atenção, sua Intenção e, portanto, sua Consciência, sua Vibração, sobre aquele elemento.
Isso poderia ser traduzido em outros termos por «busquem a Luz».
Recordem-se desta frase: «Busquem o Reino os Céus, todo o resto chegará».

Naquele momento, isso quer dizer que, se vocês se sentem abalados, apesar da respiração, com relação ao que vocês observam com seus olhos, com relação ao que lhes é dado a ver, com relação às imagens retransmitidas por suas mídias, caber-lhes-á, naquele momento, se vocês são afetados de uma maneira ou de outra, retirarem-se no Interior de vocês mesmos, respirar, para que a consciência se leve na respiração, alinharem-se Interiormente com as chaves Metatrônicas e, sobretudo, levarem sua Atenção, sua Intenção, sobre uma zona e uma única de seu corpo, que é seu Coração.

Isso implica em sair daquilo de que vocês participaram por sua visão e penetrar na Visão Interior.

Fechem os olhos, naquele momento, para não mais ver o que os perturbou.
Naquele momento ser-lhes-á cada vez mais fácil, pela respiração, pelo alinhamento, levarem sua consciência para além da respiração, sobre a zona torácica e regarem-se, vocês mesmos, em sua própria Fonte, na Fonte da Unidade e da Luz, a fim de escaparem ao que a Dualidade Interior e exterior tentarão inculcar-lhes no interior de sua estrutura.

Isso lhes permitirá, quaisquer que sejam as circunstâncias exteriores que vocês terão que enfrentar, não somente enfrentá-las, sem se confrontarem, mas vivê-las em toda serenidade.

Esta base em vocês mesmos, ao nível do Coração, tornar-se-á indispensável para lhes permitir continuarem a trabalhar no sentido do Serviço, no sentido da Luz e no sentido da Unidade.

Vocês não podem pretender a Unidade e participarem de certos elementos da Dualidade.
A Dualidade é inexorável para a condição humana, atualmente e ainda.
O que quer dizer que, frente a algumas situações, relacionadas a vocês de perto ou de longe, ou relacionadas ao conjunto do planeta, convirá estarem vigilantes e atentos à sua respiração, ao seu alinhamento e à sua capacidade para se desviarem, ao nível Atenção, Intenção e Consciência, do que lhes é dado a ver em seu ambiente.
Esse é o único modo, para algumas pessoas frágeis, de escapar a uma forma de condicionamento, que mantém a Dualidade e a Ilusão.

Assim, portanto, vocês serão chamados, quaisquer que sejam suas atividades e quaisquer que sejam os lugares do planeta em que vocês se encontrarem, uns e outros, para experimentarem esse princípio de reunificação de vocês mesmos ao nível da Consciência Unitária, pela respiração, pelo alinhamento e pela Consciência levada ao nível da zona toráxica.

Não se preocupem em saber se sua Coroa Radiante do Coração está já ativada ou não, naqueles momentos.

Simplesmente levem sua consciência na respiração, alinhem-se e, num terceiro tempo, se vocês não conseguem escapar ao impulso de reagir, induzido pela personalidade, naquele momento, fechem os olhos, naquele momento, respirem sempre e levem sua Atenção e sua Consciência sobre o chacra do Coração, sobre a zona toráxica.

Ajudem-se, para isso, se for necessário, de um apoio de sua mão sobre o peito ou, ainda, em casos extremos, batendo você mesmo no peito, levemente, de maneira a que a Consciência se dirija, obrigatoriamente, pela pressão exercida sobre o peito, para este peito.

Isso lhes permitirá, na grande maioria dos casos, escapar ao princípio de reação da personalidade inscrito em seu cérebro e inscrito na consciência fragmentária.

O objetivo, eu repito, não é fugir desse mundo, mas, bem mais, ser capaz de estar alinhado e Unificado, quaisquer que sejam as circunstâncias e quaisquer que sejam os eventos aos quais vocês serão confrontados.
Isso é extremamente importante.


Eu atraio sua Atenção e sua consciência para que, além desses três elementos, não existirá, em seu mental, nem em qualquer elemento de sua consciência fragmentária, possibilidade de manter seu estado Unitário.

Manter um estado Unitário é perfeitamente possível (e será mesmo facilitado) a partir do momento em que vocês adotam esses três preceitos que lhes permitirão, quaisquer que sejam as circunstâncias exteriores, qualquer que seja a confrontação que chegar a vocês, escapar, em grande parte, a todo estresse e a toda manifestação desse estresse.

É deste modo que vocês se estabilizarão em sua própria Luz.

Recordem-se que o desvendamento da Luz e o afluxo da Luz nesse mundo acompanham-se da manifestação de duas forças: uma força Unitária, ligada à própria Luz, e uma força de reação, de tipo dualitária, destinada a arrastá-los na emoção e no mental.

É o único modo que vocês terão, real e concretamente, e escaparem de certo número de reações que os afastarão de sua própria Unidade.
É deste modo que vocês poderão ajudar seus próximos e também o conjunto do planeta: por sua qualidade de Irradiação, por sua qualidade de Consciência Unitária.
É assim que vocês poderão também trabalhar, nos tempos que vêm, para continuar a serem Semeadores de Luz e para estarem na Unidade.

Paradoxalmente, é nesses momentos (chamados penosos para a consciência fragmentária) que lhes será mais fácil estabelecerem-se na Consciência Unitária, na condição de que sua consciência se leve exclusivamente no princípio Unitário, através da respiração, através de seu alinhamento e através do que eu chamaria a própria consciência da região do Coração.

Assim, isso permitirá uma despolarização da consciência, de seu plexo solar ou dos chacras situados ao nível da cabeça e os impedirá de cair, de maneira quase inevitável, na reação.

Isso permitirá também agir, não na reação, mas na pró-ação da Luz, permitindo-lhes então trabalhar, com serenidade, no que vocês terão a efetuar, quaisquer que sejam suas ocupações.

Eis, em algumas palavras, de maneira prévia ao que desvendarei dentro de pouco tempo, concernente às últimas etapas do Yoga da Unidade, que lhes permitirão, assim que a junção entre o Canal do Éter e a Coroa Radiante da cabeça esteja efetuada, viver em toda serenidade o processo ascensional final no qual vocês entraram.

Isso não se chama reação, isso não se chama medos.

Como lhes disse Maria, e como o disseram numerosos Arcanjos, vocês estão na fase de Realização total de sua Unidade.
E é nesta fase (que a visão fragmentária e a consciência fragmentária poderiam chamar deslocação total) que se encontra a maior facilidade de tocar sua Unidade, ali estabelecerem-se e escaparem a esta deslocação.

Eis os alguns elementos que tinha a lhes dar, permitindo-lhes implementar, já, isso.

Se existem, agora, no espaço que nos resta de tempo, questionamentos concernentes a esse processo ou a outra coisa que toque, de perto ou de longe, como vocês compreenderam, esse famoso choque da humanidade de que lhes falou o bem amado Sri Aurobindo, então, eu gostaria de tentar responder, unicamente pela via da energia da Consciência.


Postado por Thaís
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo, se deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.
Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

http://minhamestria.blogspot.com

http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails