((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

sábado, 12 de março de 2011

ANAEL - 05-03-2011 - AUTRES DIMENSIONS

Anael - 05/03/2011 - autres dimension



Mensagem publicada em 8 de março, pelo site AUTRES DIMENSIONS.

Questão: como saber se eu vivo verdadeiramente a Vibração do Coração?
Bem amada, quem, melhor que você, pode definir o que você vive?

A Vibração é uma percepção.
A percepção está presente ou não está presente.

Fora isso, não pode haver resposta exterior a você mesma.

Viver a Vibração do Coração é uma etapa.
Viver o Fogo do Coração é uma outra etapa.
Viver o Samadhi, na sua parte a mais importante, é também uma outra etapa.
Essas etapas podem se alquimizar juntas.

Apenas você é que pode saber o que você vive nesse nível.
Qualquer opinião exterior, ainda que fosse de um Arcanjo, não é nada com relação à sua própria opinião.

A Vibração é uma Vibração.
A Vibração existe ou não existe.
Apenas você é que pode saber, vivê-la ou não vivê-la.

Questão: a que podem corresponder cócegas nos ouvidos?
Bem amada, se excluídas as causas que eu qualificaria de mórbidas ou de doença, no seu sistema de vida, as manifestações de agulhadas, de vibrações ou de coceira dentro dos ouvidos, frequentemente, traduzem um dos mecanismos seguintes: ou existe, devido à presença do Antakarana e da Vibração e da rotação existente no chacra chamado Lâmpada da clariaudiência, uma possibilidade de atrito existindo no interior do ouvido.

Frequente, e atualmente, devido à modificação de suas fisiologias, pode também manifestar-se certo número de intolerâncias alimentares, traduzindo-se em coceiras ao nível dos ouvidos.

Mas, o mais frequente, eu esclareço que se trata da percepção da Lâmpada da clariaudiência e do Antakarana que se constrói, atualmente, de maneira um pouco diferente do que foi o caso até o presente.

Questão: como progredir mais facilmente?
A facilidade, em definitivo, é uma questão de ponto de vista.
Algumas almas, atualmente, experimentam, no seu caminho de Luz, a sua própria confrontação às suas próprias sombras.

É preciso admitir e considerar que as sombras (ou as dificuldades ou resistências) que se manifestam fora de seu caminho de vida, qualquer que seja, são, em definitivo, apenas a resultante de sombras ou de medos, se preferem, que existem no Interior.

Assim, quanto melhor você se Abandona à Luz, tal como eu defini, melhor você vai para a simplicidade e melhor as resistências desaparecerão por si mesmas.

O aparecimento de uma resistência não implica nem numa noção de culpa, nem numa noção de compreensão.

Hoje, as coisas são ainda mais diferentes do que podiam ser há ainda dois anos, no momento em que exprimi o que era o Abandono à Luz.
Hoje, basta simplesmente pedir que a Luz se faça sobre o que existe como resistência em sua vida.
Isto permitirá iluminar, para você, assim como para cada um, o que é necessário ser iluminado.

A Luz é Inteligência.
Ela intervém, portanto, logo que vocês mesmos se Abandonam à Luz.

Questão: isto é válido inclusive para as coisas materiais?

Inteiramente.
Não há domínio que seja separado da Luz.

Geralmente, o ser humano, até agora, atraía para si aquilo de que ele tinha medo.
A atual colocação na Luz vai precipitar, literalmente, certo número de circunstâncias de suas vidas, chamando não a uma ação ou a uma reação, mas, literalmente, a uma colocação na Luz da situação pela Luz, correspondendo, aí também, ao Abandono à Luz.

Bem amada, a Luz é a solução, no Interior como no exterior.
Todo o resto são apenas preâmbulos à Luz.

Apenas a vontade do indivíduo é que crê que vai poder resolver tal ou tal problema por si mesmo.

Vocês não podem pretender ir para a Luz e agirem por si mesmos.

Chega um momento em que o Abandono à Luz vai pô-los frente às suas próprias responsabilidades de Abandono à Luz.

Cristo disse: «o pássaro preocupa-se com o que ele vai comer amanhã?».

A abundância do Universo suprirá as necessidades do ser humano no caminho de Luz.

Não pode existir vagabundo, a não ser em crenças pessoais, enquanto vocês estiverem com a Luz.


A Luz é doação.
A Luz é abundância.

Se vocês se Abandonam a ela, a abundância será seu lote.
Mas não a abundância segundo seu ponto de vista: a abundância segundo as regras da vida, mesmo nesta Matriz.

O que pode aparecer, num primeiro tempo, como uma prova ou uma privação corresponde e responde à visão distanciada e separada.
A partir do instante em que a confiança na Luz realiza-se, até conduzir ao Abandono à Luz, então, como por milagre, as coisas se resolvem por si mesmas.
Não por uma ação pessoal, mas, bem mais, pela ação da Luz, no Interior como no exterior.

Em definitivo, o conjunto dos acontecimentos que ocorrem nas suas vidas (que se refira à esfera afetiva, profissional, social, interpessoal ou financeira) está aí apenas para desafiá-los ao Abandono à Luz.

São vocês que dirigem sua vida ou é a vida da Luz que dirige vocês?
Toda a diferença entre a personalidade e a Existência situa-se nesse nível, doravante.

Questão: como fazer pedidos ao diferentes seres de Luz?

Obviamente, bem amado, há dois modos de fazer um pedido.

Há um pedido que corresponde a um pedido de Luz em relação à personalidade.
Esta jamais será satisfeita pela Luz.

Em definitivo, o único modo de pedir à Luz, é dizer: «que a Luz seja, em si como no exterior de si».

Enquanto a Luz for utilizada para satisfazer o que mesmo a alma ou o Espírito consideram como bom nesta vida, não há Abandono total à Luz.

De fato, o único pedido final é: «que a Luz seja».
A partir daquele momento, há real e total Abandono à Luz.
Tudo o que é anterior são apenas etapas para a compreensão e a vivência do Abandono à Luz.

Assim, o único verdadeiro pedido é: «que a Luz seja».

Questão: como fazer como terapeuta?
Bem amada, no mundo dissociado, os terapeutas serão sempre necessários.

Agora, um terapeuta que se engaja num caminho para a Unidade e o Abandono à Luz não pode mais afirmar ser terapeuta, senão a terapia, em si mesma, é um ato dual: é colocar o bem onde há o mal.
É não ter confiança, inteiramente, na Luz.


Assim, portanto (não falo para o paciente, mas para o terapeuta), a partir do momento em que este está no caminho para sua própria Unidade, não pode, obviamente, mais ser terapeuta.

A não ser terapeuta como Cristo, ou seja, não pelo fazer, mas por sua própria Presença, como Cristo que disse: «quem me tocou?».
Isso implica, para inúmeros terapeutas no caminho para a Luz, numa revolução de função, se pode-se dizer, passando pelo Abandono de certo número de condições que guiaram a vida deles até o presente, na sua prática, ainda que fosse a mais luminosa que seja imaginada.


Mas a Luz, e em especial a Luz Vibral Unitária, considera que a doença é uma Ilusão ou uma crença, se preferem.
Assim, um terapeuta que descobre a Luz Unitária e Vibral não pode mais, obviamente, mesmo se não tem consciência num primeiro tempo, considerar que ele vai tratar de uma doença, qualquer que seja, ou de um desequilíbrio, qualquer que seja.
Porque o único capaz de tratar de um desequilíbrio é o ser, ele mesmo, no seu próprio Abandono à Luz.

Assim, o terapeuta Unitário não pode existir.

Mas, eu repito, há necessidade, nesse mundo falsificado, que vocês tenham ainda médicos, cirurgiões e mesmo a cirurgia pesada, porque não penso que se vocês tivessem um traumatismo, o mais potente que fosse, vocês seriam capazes de transformá-lo, a menos que estejam vocês mesmos suficientemente em Unidade, mas, naquele momento, não há qualquer razão para que um acidente ou um traumatismo possa lhes acontecer.

Questão: como terapeuta, é correto acompanhar o outro para reencontrar a própria Unidade dele?
Bem amado, o questionamento não tem que ser em relação ao que você faz, o que você não faz.

Se o que você faz está correto, naquele momento você constatará que sua atividade prossegue.
Se o que você faz não está correto, sua atividade parará por si, devido à sua busca de Unidade.

Explicado diferentemente: «reconhecer-se-á a árvore por seus frutos».
O que quer dizer que se sua caminhada Unitária deve acompanhar-se de uma continuação de uma atividade dita terapêutica ou de acompanhamento, esta prosseguirá.
Não haverá desaparecimento ou diluição daqueles que lhe pedem ajuda da Luz.
No caso contrário, não haverá mais ninguém para pedir-lhe o que quer que seja.

Questão: a que corresponde a sensação de basculamento, durante as meditações?
Bem amada, os fenômenos de basculamentos ou de oscilações acompanham por vezes a Vibração.
A imobilidade não é a regra.

Alguns vão oscilar, outros vão bascular para frente e para trás, lateralmente, pouco importa.
Cada um tem sua própria tradução e sua própria manifestação da influência da Luz Vibral no interior de sua estrutura física.
O mais importante é que o corpo participe e, sobretudo não leve a efeito qualquer projeção com relação a uma visualização ou a um fenômeno visual.

Mas se o corpo exprime-se, isso é completamente correto para você.
Isso não traduz nem bloqueio nem facilitação, mas efetivamente um modo de expressão que corresponde ao que você tem a viver.

Questão: tenho por vezes a sensação que me enfiam algo nos ouvidos.
Bem amada, pode haver, ao nível dos ouvidos, pressão.
Pode haver agulhadas e pode haver introdução de uma Vibração.

Isso participa, incontestavelmente, da implementação do Antakarana e da recepção da Luz pelo ponto central chamado ponto ER, podendo traduzir-se por modificações de sons, de pressões ou de percepções ao nível dos ouvidos.

Questão: sinto-me por vezes leve, com um movimento de Vibração circular do corpo.
Bem amado, quando dos processos de meditação, que lhes sejam próprios ou que estejam em ressonância com certo número de elementos que foram dados por intermédio dos Arcanjos ou também dos Anciões existem, efetivamente, processos que podem ser vividos modificando a corporeidade, modificando a densidade do corpo, a Vibração do corpo.

Os movimentos circulares, as características próprias da circulação da Vibração vão por vezes traduzir-se em modificações de suas próprias percepções energéticas.

Assim, a Vibração pode desencadear a percepção de calor ou de frio, independente mesmo da Vibração quente que está em ressonância e, de algum modo, a própria reação de suas estruturas sutis ao afluxo da Vibração e da Luz.
Não há, contudo, tradução precisa ou significado preciso para uma ou a outra percepção, quaisquer que sejam.

Eu repito, nesse nível, cada um entre vocês vai traduzir a recepção da Vibração e da Luz Adamantina à maneira que lhe é própria.
Assim, a circulação ou a percepção de uma corrente de ar vai traduzir uma predisposição da alma para manifestar estados emocionais, ainda que a Luz Adamantina não seja feita para isso.

Do mesmo modo, o acompanhamento do corpo pela Vibração pode conduzi-los a viver certo número de mecanismos de movimentos do corpo que traduzem a apropriação da Luz Adamantina pelo corpo e a construção das estruturas Adamantinas ou do corpo de Existência em suas estruturas físicas e sutis.

Questão: como abandonar-se mais à Luz quando se sente uma resistência?
Bem amado, todos e cada um, sobre o caminho, iriam reencontrar este medo.
Isso prefigura e antecipa o que o bem amado Sri Aurobindo chamou o choque da humanidade.

Este medo traduz apenas o fim da personalidade que tem dificuldade para terminar.
Isso não corresponde a algo de particular a fazer ou empreender, porque vocês passarão todos, em um momento ou outro, por este medo final.

O que você vive é isso.
É a impressão que alguns de vocês podem chamar sentimento de morte iminente ou angústia do vazio.
É a etapa, a mais frequente, prévia à elevação da Coroa Radiante do Coração.
Essa é uma etapa, de algum modo, lógica, e uma passagem lógica correspondente à eliminação ou à cristalização de seu próprio processo de passagem na Existência.

Não há, portanto, que agir em relação a isso, mas que considerar que vocês observam um processo do estabelecimento da Luz em vocês.

Questão: pode-se exercer qualquer atividade, ao mesmo tempo estando num caminho de Luz?
Bem amado, não existem coisas anormais para a Luz.
Existem manifestações extremamente variadas, na acepção desse mundo dissociado, ao nível de suas atividades.

Existem seres Unitários no exército, como na faculdade, como também ao nível dos terapeutas.

A diferença não se faz ao nível da atividade ou do fazer.
A diferença se faz unicamente na capacidade para conectar os mundos da Luz Adamantina nos espaços Interiores.

A um dado momento, qualquer atividade que seria contrária ao que vocês contataram em seus espaços Unitários Interiores não poderá simplesmente mais existir.
Isso é chamado impulso da alma ou do Espírito.
Isso concerne tanto às mudanças que vocês efetuam, como lhes são impulsionadas, como tudo o que concerne às suas diversas atividades em todos os setores de suas vidas ainda nesta Dimensão.

Questão: a que corresponde a dor que sinto no meu joelho direito?
Bem amada, as dores sentidas nos joelhos, se excluem-se as causas que vocês chamam doença, como artrose ou outra, são, frequentemente, junto aos seres em subida Vibratória, ligadas a desperdícios de energia do Kundalini, que não chega a subir espontaneamente, dando, naquele momento, uma dor do tipo nevralgia, geralmente no joelho direito, por vezes no joelho esquerdo.

Questão: que significam dores na parte inferior das costas quando do acordar?

Existe, atualmente, desde o despertar do Fogo da Terra e do Fogo do Éter, um número cada vez maior de seres que percebem dores no sacrum ou na parte inferior das costas.

Obviamente, se exclue-se tudo o que é de ordem dualitária, doença, geralmente os seres na Vibração começam a perceber Vibrações ou pesos, ou mesmo dores, ocorrendo ao nível da costas, ou ao deitar, ou ao acordar, ou mesmo quando de seus processos de alinhamento.

Questão: nossos sonhos podem ser sinais que nos ajudam no caminho da Luz?
Bem amado, existem quase tantos sonhos como sonhadores.

Cada sonhador pode apresentar uma paleta de sonhos, desde o sonho que há de mais comum até o sonho profético.

Assim, é-me muito difícil responder a esta pergunta, de uma maneira geral, porque cada sonho, para cada sonhador, tem um significado diferente.

Agora, é inegável que atualmente, desde alguns meses, muito numerosos seres têm sonhos que eu qualificaria de natureza similar, em ressonância com o basculamento e a mudança de Dimensão.

Que tome as formas de uma nuvem de fogo ou de um mar de fogo que chega, ou ainda tsunamis, ou de ondas gigantescas, tudo isso faz apenas traduzir a mudança de paradigma e de Dimensão em curso.

Agora, que alguns seres humanos tenham informações em sonho, isso é igualmente inegável.

Mas recordem-se de que, atualmente, cada vez mais, os sonhos tomam um aspecto que eu qualificaria de coletivo, ligado ao coletivo da humanidade.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Postado por Thaís
Compartilhamos estas informações em toda transparência. Obrigado por fazer do mesmo modo, se deseja divulgá-lo, reproduza a integralidade do texto e cite sua fonte: www.autresdimensions.com.

Versão do francês : Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

http://minhamestria.blogspot.com/

http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails