((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

sexta-feira, 4 de março de 2011

O TESTE - BETH RODRIGUES

O texte - bete rodrigues



Olá, Anthonio e Thais

Esta noite tive uma experiência incrível, e senti necessidade de compartilhar. Não se trata apenas de contar sobre algo que me aconteceu, mas sinto como se devesse passar algum tipo de recado para nossos irmãos, e por isso estou escrevendo.

Eram mais ou menos 9 da noite quando senti um sono incontrolável, bati na cama e apaguei direto.

Acordei sentindo como se tivesse dormido por horas, mas quando olhei o relógio vi que só tinha passado 10 minutos. Eu estava com uma energia incrível, como se tivesse tomado uma overdose de vitaminas e meu corpo fosse indestrutível. Aí perdi totalmente o sono e fiquei curtindo aquele bem estar até as 2 da madrugada.

Como não estava mesmo com nem um pouco de sono, resolvi meditar (acho que é o melhor a fazer quando não temos nada pra ocupar o tempo, ou quando não estamos a fim de fazer as coisinhas bobas que ocupam nosso tempo à toa).

Aí começam as coisas legais. Ouvi um sino, tipo esses sininhos budistas (acho que é isso, desculpe se não sei explicar bem), tocando dentro do quarto. Não era um som dentro de minha cabeça. O sino estava sendo tocado com tanta nitidez que eu tive a impressão de que qualquer um que entrasse no quarto poderia ouví-lo. Era um som agradável e muito harmônico.

Depois de um tempo ele foi sumindo e eu, metida que sou, reclamei que queria mais. Então, de repente eu senti como se uma mão enorme tivesse empurrado minha cabeça pra frente. Foi um movimento muito rápido, quando percebi já estava com o queixo quase colado no peito, mas apesar da rapidez do movimento, ele não foi bruto nem agressivo. Eu percebi que foi muito rápido, mas também muito carinhoso.

Fiquei lá, com a cabeça inclinada pra frente e sentindo como se aquela mão estivesse escorando minha cabeça pra ela não ir pra trás. Era como se alguém muito carinhoso estivesse sutentando meu pescoço para eu não me machucar (foi assim que eu senti). E então senti uma onda de energia muito forte que descia pela minha cabeça e ia em direção ao meu peito. Era muita energia, como se eu estivesse levando milhares de pequenos choques, mas era agradável. Ao mesmo tempo uma onda de energia semelhante começou em meu coccix, e esta ia subindo. Então, tinha uma energia que descia a partir da cabeça e outra que subia a partir do cocix, e as duas se encontravam mais ou menos na altura do peito. Era maravilhoso, mas aquela vibração toda começou a me dar coceira, era como se minha pele estivesse arrepiando tanto que tudo coçava.

Mas eu não dei a mínima, falei que tudo bem, deixa coçar, eu não ligo. Façam o que tiver de ser feito que eu aguento. E foi só eu pensar isto que minha cabeça virou imediatamente uma espécie de câmara acústica. Era um som ininterrupto, e eu também senti como se meus ouvidos estivessem sendo "esticados". Pouco depois comecei a sentir uma pressão muito forte nas laterais da cabeça, como se algo estivesse pressionando meu cérebro. Não doia, mas incomodava um pouco. Mais uma vez eu disse que tudo bem, que eu tava topando qualquer coisa desde que fosse da Luz, e eu sentia que era.

Aí veio mais um pouco, junto a tudo o que já estava acontecendo, eu também comecei a sentir como se estivesse flutuando, como se fosse ser levada voando pra algum lugar. Esta foi a primeira vez em que eu pensei algo, porque até ali eu só tava deixando acontecer e concordando com tudo.

No momento em que senti que estava quase voando, eu pensei muito rapidamente que não precisava chamar meu Eu Superior, pois tenho certeza que Ele já está comigo o tempo todo. Mas me deu vontade de chamar por mais alguém, e o primeiro nome que me veio à cabeça foi o do Arcanjo Miguel. E foi aí que eu tive a grande sacada: eu não estava chamando pelo Miguel porque estava com medo e precisava de alguém pra me proteger. Eu não pensei nele como alguém que vai chegar com uma espada enorme nas mãos e me livrar do perigo. Eu o chamei simplesmente porque queria dividir aquele momento mágico com alguém e o nome dele foi o primeiro que me veio à mente. Lembro de ter pensado: "Legal, tudo bem, podem fazer o que quiserem, podem me levar pra onde for, eu vou na boa. Mas quero que Miguel venha junto pra dividirmos este momento."

As sensações continuaram por um bom tempo, e eu também senti como se meu corpo estivesse sendo esticado, aumentando de tamanho, além das várias luzes que iam e vinham. Era uma delícia. Depois de um tempo foi tudo diminuindo de intensidade, e demorou um pouco até passar.

No final eu senti que aquilo tinha sido uma espécie de teste. Não me pergunte como, mas eu sei que foi um teste. Era como se eu estivesse sendo testada pra saber se teria medo ou se voltaria atrás na hora que tivesse de tomar a decisão de ir ou ficar. Só depois que tudo passou foi que eu percebi que em nenhum momento eu pensei em minha família, amigos, animais de estimação ou qualquer outra coisa que pudesse me prender aqui. Também percebi que apesar de não ter ficado com medo, eu ainda precisei pedir pela companhia de alguém (no caso, o Arcanjo Miguel), e vi que isto é natural, pois uma coisa é sentir medo, a outra é querer compartilhar a experiência com alguém que certamente naquele momento está mais preparado para entender o que está acontecendo. Eu vi que por mais que estejamos preparados, ainda assim chegará um momento em que teremos de dar um "salto às cegas", e não há nada de errado em pedir pela companhia de algum Ser de Luz neste momento. O importante é saber identificar se estamos chamando por Ele para compartilhar a experiência e ter uma companhia que nos dê um suporte maior, ou se estamos chamando porque temos medo e não nos garantimos. A diferença entre uma coisa e outra é aparentemente muito sutil, mas na prática ela poderá mudar tudo. Quem tiver medo não irá adiante.

É por isso que estou escrevendo, porque tem alguma coisa dentro de mim que me diz que preciso dividir isto. O recado é muito simples: se você passar por algo semelhante ao que eu passei, então este será o momento de reavaliar suas reações e verificar se ainda há algo que possa te prender aqui. Se você pensará na família, nos amigos, nos animais de estimação, se sentirá medo ou ficará indeciso. É uma espécie de ensaio final, uma oportunidade para perceber o que ainda precisa ser ajustado e fazer os ajustes antes que a coisa seja mesmo pra valer.

Não sei o que acontecerá daqui pra frente, mas pude perceber que nossos amigos luminosos estão acelerando mesmo o processo, e nós devemos estar atentos a cada dica, a cada sinal, a todas as oportunidades.

Beijos a todos
Beth

http://minhamestria.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails