((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

sábado, 30 de julho de 2011

HERCÓLUBUS - O SOL NEGRO - AÏVANHOV - AUTRES DIMENSIONS

Hercolubus - O sol negro - O.M Aivanhov



PERGUNTA: Por que é que nós não vimos, em junho, o hercólubus nos Céus da França?
Primeira coisa, vocês confundem Nibiru com Hercólubus.
O Hercólubus não pode ser visto porque é um Sol Negro.
O que seria visível seriam os seus efeitos sobre o Sol e esses são visíveis, desde há muito tempo, em diferentes lugares do planeta. Os efeitos de ressonância magnética que são induzidos pelo Hercólubus podem ser vistos ao nível do céu, na radiação dos planetas do vosso próprio sistema solar.

Devido à abertura da heliosfera, agora vocês podem perceber grandes mudanças que ocorrem até mesmo nas distâncias existentes entre os diferentes sistemas solares e as diferentes estrelas.Vocês têm modificações de distância que parecem, até mesmo para os vossos astrônomos que as observam, completamente surpreendentes, não explicáveis (para eles, evidentemente).

Entretanto, o que é visível no céu são modificações de cor, modificações do Sol, como o Sol que dança, ou o Sol que se desdobra, ou como massas perto do Sol. É a reverberação do Sol, com relação à aproximação do Hercólubus. Hercólubus não é o Nibiru. Hercólubus é o que foi chamado de Marduk ou o planeta da Cruz. É aquele que retorna a cada 3.600 anos, mas, mais importante, se aproximando do seu periélio cada poucos milhões de anos, não tenho nem mais as datas na cabeça.

Isso quer dizer, simplesmente, que vocês estão nessa configuração cosmogônica e cosmológica extremamente rara. Agora, o que é visível no céu são os efeitos deste planeta. Ele não está suficientemente perto, mas sua influência é extrema. Isto é o que se passa e que vocês observam, atualmente, ao nível dos sismos, ao nível do Cinturão de Fogo do Pacífico.

Já em 2005, eu dizia que a ignição dos vulcões do Cinturão de Fogo do Pacífico, que já ocorreu, seguida por terremotos, significava grandes movimentos ao nível planetário, preliminares à Revelação da Luz e à Ascensão. Aí estão vocês. Não é em 10 anos. Não é em um ano. É neste momento. Agora, quanto tempo isto vai durar? Pode durar entre um mês e um ano. Eu digo isto a “grosso modo”. Mas as perturbações estão lá. Elas estão concretamente lá. Elas não estão mais no céu, elas estão sobre a sua Terra.

Portanto, agora o Hercólubus, ou a marca do Hercólubus é visível a cada dia, e não apenas na sua latitude, mas é visível na Europa Oriental. É visível na Índia. É visível no pólo. Muitas pessoas a fotografam. Se vocês querem vê-la na França, aqui, vocês que estão no sul, então seria necessário ter posições planetárias extremamente precisas, porque, lembrem-se que é uma ressonância, não é o verdadeiro Hercólubus.Vocês não podem vê-lo. O que vocês veem é a ressonância do Hercólubus sobre o Sol. É um planeta que emite no infravermelho remoto, principalmente.

Então, ele aquece, ele perturba o clima de todos os planetas. É ele que provoca o deslocamento dos pólos, o que ocorreu, no entanto, em muitos dos seus planetas, mas ninguém lhes disse isso. Entretanto, devemos entender que a luminosidade de certas estrelas, de alguns planetas, está ligado a isso. Então, eu não sei exatamente em que dia, ou em que momento ele será visível. Mas, em qualquer caso, não será visível à luz do dia mas, de preferência, ao entardecer, durante um período extremamente curto porque vocês não estão numa latitude favorável, aqui. Mas, no entanto, os sinais celestes, as auroras boreais, as formas das nuvens, as cores do vosso céu, as massas de ar relacionadas às correntes estão totalmente perturbadas.

Se vocês observarem, de forma escrupulosa, o curso do Sol, irão se aperceber que a curva que é descrita pelo curso do sol não tem nada a ver com o que existia há 10 anos. O sol não nasce mais no mesmo ponto. Ele não se põe mais no mesmo ponto e o seu percurso no céu não é mais o mesmo. O que é que vocês concluem? Que a Terra se moveu. Isso é óbvio. Da mesma forma que o trabalho realizado pela Fonte, por multidões de seres, do Conclave e de diferentes nações e povos intergalácticos, intervêm no sentido de consolidar as mudanças em curso e evitar, pelo fenômeno da elasticidade, o colapso. É o princípio do eletromagnetismo.

Então, nós eliminamos a curva do espaço / tempo e nós mantemos este espaço / tempo de maneira que a luz possa penetrar, definitivamente, neste sistema solar. Mas, o que está em curso neste momento, é o que vocês veem no céu, os fenômenos luminosos cada vez mais intensos. Então, eu sei que certos Seres vão se servir dessa luminosidade dos planetas e, efetivamente, de certas Naves Mãe que estão lá, para lhes dizer que esse é um sinal de que eles tinham anunciado e aquele que é, é aquele que diz. Mas, isso, isso não importa. Isso são, antes de tudo, mudanças cosmológicas que vocês estão à beira de viver.


Enviado "telepaticamente" por Rosa
Trecho extraído da Mensagem do Mestre O. M. AÏVANHOV, de origem francesa, de 17 de Outubro de 2009.
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=457
Tradução para o Português : Eduardo L. C. Figueira
Colaboração: Zulma Peixinho
http://portaldosanjos.ning.com

http://minhamestria.blogspot.com

http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails